JB Neto/AE - 04/02//2010
JB Neto/AE - 04/02//2010

Chuvas já provocaram 72 mortes em SP

Outras duas pessoas estão desaparecidas na zona leste da cidade no bairro de Cidade A.E. Carvalho

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

04 Fevereiro 2010 | 06h13

Duas pessoas morreram nesta quarta-feira em razão das chuvas que atingiram a cidade. Com isso, sobe para 72 mortes provocadas pelas chuvas no Estado de São Paulo desde o dia 1º de dezembro de 2009.

 

O boliviano Papin Huascar Vilca, e 24 anos, morreu na noite desta quarta, ao ser atingido por um raio quando caminhava pela Praça Ilo Otani, próximo da Ponte da Vila Guilherme, no bairro do Pari, região centro-leste da capital paulista.

 

Nenhum parente da vítima havia comparecido no plantão da delegacia do Bom Retiro (2ºDP) até as 3h45 desta quinta-feira, 4. Não se sabe ainda onde o boliviano morava nem a profissão dele. A identificação da vítima foi feita através de um documento com foto carregado pelo estrangeiro.

 

Árvore

 

O comerciante Antonio Pereira Lousa, de 74 anos, morreu, no final da tarde, após uma árvore cair, num dos acessos à Ponte da Vila Maria, região nordeste da capital, e atingir o Corolla verde ocupado pela vítima, que atuava no ramo de recauchutagem de pneus e morava na região da Vila Formosa. Outros três veículos também foram atingidos, mas com menor gravidade.

 

Mesmo encaminhado pelos bombeiros ao pronto-socorro do Hospital Municipal Vereador José Storópoli, na Vila Maria, o comerciante não resistiu aos ferimentos e morreu. A morte de Antonio Pereira foi registrada na delegacia da Penha (10ºDP).

 

Desaparecidos

 

Os bombeiros suspenderam durante a madrugada desta quinta-feira, 4, as buscas de duas pessoas que estariam desaparecidas em razão da chuva na zona leste de São Paulo. Uma senhora de 72 anos e um menino, de 11, teriam sido arrastados pela enxurrada formada pelo transbordamento do córrego Jacupeval no início da noite.

 

Os trabalhos de busca devem ser reiniciados ao amanhecer. Várias pessoas, entre elas crianças, ficaram ilhadas e foram resgatadas pelos bombeiros.

 

Manifestação

 

Dois ônibus, de prefixos 33900 e 33910, da Viação Itaim Paulista (VIP) Transportes, foram alvo da fúria de cerca de 50 moradores da região atingida pelo transbordamento do córrego. Os coletivos foram parados pelos manifestantes na rua Flor da Esperança. Um dos veículos foi incendiado; o outro, apedrejado. Nenhum passageiro ficou ferido.

Mais conteúdo sobre:
chuvasmortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.