Chuvas fortes deixam 2 mil desabrigados em Santa Catarina

Segundo balanço da Defesa Civil, 26 municípios foram afetados. Precipitação em dois dias atinge volume esperado para todo o mês de setembro

Luciano Bottini Filho, O Estado de S. Paulo

21 de setembro de 2013 | 21h16

As chuvas que atingem Santa Cataria desde a noite de sexta-feira, 20, já deixaram ao menos 2 mil pessoas desabrigadas, informou a Defesa Civil do Estado. Segundo informações do órgão divulgadas na noite deste sábado, o volume de água nos últimos dois dias foi equivalente ao esperado para todo o mês de setembro, com impacto em 26 municípios.

Cidades mais próximas do litoral sofreram com temporais, já o oeste do Estado foi afetado por granizo.

A cidade de Rio do Sul, no Alto Vale do Itajaí, está em estado de emergência, com 420 desabrigados e o nível do rio ainda está subindo.

Brusque, Blumenau e Rio do Oeste estão em estado de atenção. Em Brusque, a Defesa Civil já detectou deslizamento. A tendência é de que o Rio Itajaí-Mirim diminua o nível. Em Blumenau, o comércio foi fechado no centro da cidade preventivamente.

“Nós estamos com muitas cidades com abrigos abertos. Nesse exato momento, nossa preocupação é com as cidades do Vale do Itajaí”, diz o major do Corpo de Bombeiros Aldo Batista Neto, diretor de Resposta a Desastres da Defesa Civil de Santa Catarina.

Em Rio do Sul, onde há um acumulado de chuvas de 150 mm desde sexta-feira, equivalente a cerca de um mês e meio de precipitação. As famílias mais afetadas estão nas áreas ribeirinhas dos Rios Itajaí do Sul, Itajaí do Oeste e Itajaí-Açu.

A previsão para as próximas horas deste sábado, segundo a prefeitura, é otimista. Até as 20 horas, as águas estavam 8,52 metros acima do normal – para ocorrer uma inundação no centro da cidade é preciso ao menos 10 m. De acordo com o coordenador-geral da Defesa Civil do Alto Vale do Itajaí, James Rides da Silva, até a manhã deste domingo deve chover de 35 mm a 50 mm. “Tivemos alguns deslizamentos na cidade de Ibirama, mas as famílias foram removidas das áreas de risco muito prontamente.”

Outras cidades na região do Vale do Itajaí que podem ainda decretar estado de emergência são Itajaí, Ituporanga, Tramboso Central, Aurora e Laurentino. No oeste, houve granizo em cidades como Guaraciaba, São Miguel do Oeste, Santa Terezinha do Progresso e São José do Cedro – as duas últimas solicitaram apoio logístico para cobrir casas.

A previsão é de que as chuvas em Santa Catarina continuem até esta segunda-feira, 23.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.