Claudio Coradini/Estadão
Claudio Coradini/Estadão

Chuvas encerram estiagem e recuperam rios no interior paulista

Mudança no tempo também acabou com as queimadas nas regiões de Sorocaba, Campinas e Piracicaba

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

21 de agosto de 2016 | 16h52

SOROCABA - As chuvas que caem desde a noite de sexta-feira, 19, encerraram um período de dois meses de estiagem e estão recuperando o nível de rios que abastecem as regiões de Sorocaba, Campinas e Piracicaba, no interior de São Paulo. 

A mudança no tempo também acabou com as queimadas que assolavam o interior. De 1.o de janeiro até este sábado (20), satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) detectaram 2.271 focos no Estado, 90% a mais que no mesmo período de 2015, quando foram registrados 1.194.

As chuvas devolveram a beleza ao Rio Piracicaba, um dos principais do interior. Na manhã deste domingo,21, turistas ocupavam o mirante e a passarela do Engenho Central para apreciar o aumento no volume de água na cachoeira, na área urbana de Piracicaba. 

O rio, que na sexta-feira estava com vazão de 44,6 metros cúbicos por segundo, registrava 83,7 m3/s, conforme medição do Departamento de Água e Energia Elétrica (DAEE) de São Paulo. O Rio Mogi-Guaçu subiu 38 cm e as águas voltaram a cobrir o paredão da barragem na Cachoeira das Emas, em Pirassununga.

Também o Rio Atibaia, que abastece Campinas, estava com 32 m3/s, quase o triplo de há uma semana. No Rio Corumbataí, que responde pela maior parte do abastecimento de Piracicaba, a vazão chegou a 12 m3/s - na sexta-feira (19) estava com 6,3 m3/s e havia risco de suspensão na captação.

O índice de chuvas nas últimas 48 horas variou de 12,6 milímetros em Sorocaba até 26,3 mm em Campinas. A cidade de Campinas foi atingida por fortes rajadas de vento, com velocidade de até 63,8 km/h, segundo o Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri) da Universidade de Campinas (Unicamp). Foram registradas quedas de árvores, sem maiores danos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.