DANIEL TEIXEIRA / ESTADÃO
DANIEL TEIXEIRA / ESTADÃO

Chuvas em São Paulo: Saiba como ajudar e fazer doações aos atingidos

Prefeituras e organizações da sociedade civil montaram ações com arrecadações de donativos em pontos físicos, além de transferências bancárias

Júnior Moreira Bordalo, O Estado de S.Paulo

01 de fevereiro de 2022 | 10h28

Os deslizamentos e alagamentos na região metropolitana e interior de São Paulo em decorrência das intensas chuvas dos últimos dias deixou, até o momento, 1.546 famílias desabrigadas ou desalojadas, conforme última atualização da Defesa Civil do estado. No início desta terça-feira, 1º, a equipe do Corpo de Bombeiros não registrou novos desmoronamentos e desabamentos, mas, assim como aconteceu recentemente na Bahia e Minas Gerais, prefeituras e organizações da sociedade civil estão com pontos de ajuda para população atingida. 

Franco da Rocha

Em Franco da Rocha, cidade que conta com 8 mortes, segundo a última atualização, a gestão municipal passou a arrecadar doações de alimentos não perecíveis, água, produtos de limpeza e de higiene pessoal. A entrega pode ser feita nos seguintes pontos: Grêmio Desportivo Garoa (Rua Coronel Fagundes, 280); Fundo Social de Solidariedade (Rua Bernardino dos Passos, 72 B); Emeb Maria Hernandez (Rua Carlos Magno, 449). Ou através de transferência bancará para a conta do Fundo Social de Solidariedade. Confira os dados: Banco do Brasil. Agência: 2072-9. Conta corrente: 130316-3. CNPJ: 46.523.080/0001-60. A chave PIX é a agência e conta.

Jaú

Outra ação municipal foi organizada em Jaú, mais uma região atingida pelas chuvas. Por lá, os locais de arrecadação são: CAIC (Avenida Gustavo Chiozzi, 495); Casa da Mulher Jauense (Avenina Claudina, 447) — com o foco para arrecadação de roupas infantis; CIDE (Rua Arthur Comunian, 142); EMEF Eidmar Sancinetti Momesso (Rua Frei Galvão, 139); EMEF Jayme de Oliveira e Souza (Rua Inácio de Almeida Prado Júnior, s/n, Jardim São José); FUSS (Rua Marechal Bittencourt, 656); Ginásio de Esportes Luiz Liarte (R. Dom Pedro I, Jardim Netinho Prado); e Paço Municipal (Rua Paissandu, 444).

Várzea Paulista

Em Várzea Paulista, município que registrou 5 óbitos, as doações podem ser feitas por meio do Fundo Social de Solidariedade (Rua Pedro Poloni, 36). A prefeitura informou que o mais necessário são produtos de limpeza (água sanitária, detergente, sabão em pó, sabão em pedra), produtos de higiene pessoal, colchões, roupas de cama, vassouras e rodos.

 

Outros pontos de doação

Através das redes sociais, a Diocese de Bragança Paulista emitiu uma nota solidariedade às vítimas, já que os municípios de Mairiporã, Caieiras, Franco da Rocha e Francisco Morato integram a área de atuação da organização religiosa. Além disso, as paróquias se mobilizaram para ajudar a população. A Área Pastoral Nossa Senhora de Fátima, em Franco da Rocha, está pedindo doações de itens de higiene e colchões, e contribuições em dinheiro através do PIX (11) 95128-9691.  

A Área Pastoral Nossa Senhora da Paz pede por água, descartáveis e itens de higiene pessoal. Outras igrejas que viraram pontos de arrecadação em Franco da Rocha Francisco Morato são: Capela São Pedro e São Paulo; Capela Nossa Senhora de Fátima; Capela Nossa Senhora das Graças; Capela São José; Capela Mãe Rainha e Capela Rainha da Paz. 

O Fundo Social de Solidariedade de Cajamar, que integra a microrregião de Osasco, iniciou também nesta segunda uma campanha de doação de alimentos não perecíveis, água, produtos de limpeza e higiene pessoal, para as famílias. A instituição está localizada na Avenida Arnaldo Rojek, 407. O horário de funcionamento é das 7h ás 17h. 

Por fim, a Central Única das Favelas (CUFA), com a Frente Nacional Antirracista (FNA) e a Band iniciaram uma campanha social no último domingo. Roupas, materiais de limpeza, higiene e eletrodomésticos podem ser doados nas sedes da CUFA em São Paulo, Sede da Luft Logística em Barueri (Rodovia Presidente Castelo Branco, 11.100 - Km 30,5); Sede da Luft Logística em Cajamar (Condomínio DCC CAJAMAR, Rodovia Anhanguera, km 31,7, bloco 300, galpão 21 e 22). As doações em dinheiro foram concentradas através do Pix abraceabahia@cufa.org.br; site www.maesdafavela.com.br/doar; paypal doacoespaypal@cufa.org.br; Vakinha https://vaka.me/2593769. 

A Legião da Boa Vontade abriu um posto de arrecadação na capital paulista para arrecadar doações que serão destinadas a pessoas e famílias dos municípios de Franco da Rocha, Francisco Morato, Embu das artes, Caieiras e Várzea Paulista em parceria com a prefeitura dessas localidades. A LBV está pedindo alimentos não perecíveis (arroz, feijão, óleo, café, açúcar, leite em pó, farinha de milho, farinha de mandioca, extrato de tomate, macarrão, fubá e sal); agua potável; itens de higiene (sabonete, escova de dente, creme dental, absorvente e fraldas infantis); e itens de limpeza (sabão em barra, água sanitária, detergente, sabão em pó, desinfetante e papel higiênico). A entrega pode ser feita na av. Rudge, 898, no bairro Bom Retiro.  

Vale lembrar que no domingo, o Governo do Estado de São Paulo anunciou a liberação imediata de R$ 15 milhões para um total de 10 cidades para auxiliar as prefeituras na recuperação urbana e social. Os recursos serão destinados aos municípios de Arujá (R$ 1 milhão), Francisco Morato (R$ 2 milhões), Embu das Artes (R$ 1 milhão) e Franco da Rocha (R$ 5 milhões), na Região Metropolitana de São Paulo, e Várzea Paulista (R$ 1 milhão), Campo Limpo Paulista (R$ 1 milhão), Jaú (R$ 1 milhão), Capivari (R$ 1 milhão), Monte Mor (R$ 1 milhão) e Rafard (R$ 1 milhão), no interior do estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.