WERTHER SANTANA/ESTADÃO
WERTHER SANTANA/ESTADÃO

Chuvas causam morte e deixam desabrigados no interior de São Paulo

Em Motuca, um raio matou um lavrador que trabalhava em uma plantação; em Araçoiaba da Serra, cinco casas desabaram

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

22 de outubro de 2015 | 16h42

SOROCABA - Uma sequência de temporais com raios e rajadas de vento destruiu casas, derrubou árvores e deixou famílias desabrigadas entre a noite de quarta e a tarde desta quinta-feira, 22, no interior de São Paulo. Em Motuca, região Araraquara, um raio matou o lavrador João Nilson Mateus, de 48 anos, que trabalhava em uma plantação, no assentamento Monte Alegre. Ele foi atingido quando corria em campo aberto para se abrigar da chuva em um barracão.

Em Araçoiaba da Serra, região de Sorocaba, cinco casas desabaram e as famílias foram levadas para o prédio da assistência social. Outras trinta casas foram destelhadas e dois postos de combustível tiveram arrancadas as coberturas metálicas. Pelo menos 80 árvores e três postes caíram e bairros estavam sem energia. Duas rodovias vicinais ficaram interditadas. Um galpão de uma empresa de usinagem desabou, mas ninguém se feriu. Dois idosos tiveram ferimentos leves. 

Em Sorocaba, as rajadas de vento danificaram sete aviões estacionados em uma área coberta do Aeroclube. Segundo a Defesa Civil, com a queda de mais de 40 árvores, o sistema elétrico entrou em pane em vários bairros. Um barraco caiu no bairro Ipiranga e a família foi levada para um abrigo municipal. Quatro casas sofreram avarias e serão avaliadas. Em São Roque, um temporal com granizo destruiu telhados e a cobertura de uma indústria.

No município de Guararapes, oeste do Estado, o vento derrubou o barracão de festas de uma igreja e três postes. Pelo menos 11 árvores caíram em Sumaré, região de Campinas. Uma delas caiu sobre um carro no Parque Ideal, mas os ocupantes saíram ilesos. Em Itararé, no sudoeste, um temporal com granizo causou a queda de árvores e o destelhamento de duas casas. Uma família foi abrigada em uma escola.

Capital. Na cidade de São Paulo, durante a manhã desta quinta-feira, havia pelo menos 51 semáforos desligados ou no amarelo piscante, de acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Faltou luz em vários bairros. A AES Eletropaulo não forneceu uma estimativa de quantos e quais bairros tinham pontos sem energia e disse que as ocorrências eram "pontuais" e que as equipes trabalhavam em vários pontos da cidade para restabelecer o fornecimento.

Tudo o que sabemos sobre:
ChuvasSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.