Chuvas causam bloqueios nas rodovias BR-101 e BR-282 em SC

Muitas vias ainda estão alagadas e foram interditadas pela Polícia Rodoviária Federal

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

19 de maio de 2010 | 03h51

SÃO PAULO - As chuvas que castigam o estado de Santa Catarina há cerca de um mês ainda causam problemas em duas estradas federais dentro do estado. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) a BR-101 e a BR-282 tem vários pontos de bloqueios.

 

Na BR-101, os bloqueios ocorrem no quilômetro 141, em Balneário Camboriú, no sentido sul, onde uma queda de barreira interdita o acostamento e a pista da direita. No quilômetro 259, em Paulo Lopes, sentido norte, há outra queda de barreira interditando o acostamento e meia pista, com risco de novo deslizamento.

 

Porém, no quilômetro 232, em Palhoça, na região do Morro dos Cavalos, também há queda de barreira e a pista está totalmente interrompida. Em São José, no quilômetro 209, sentido sul e norte, em frente ao almoxarifado do TJ-SC, a via marginal sul e marginais estão alagadas. O trânsito foi interrompido na via principal por medida de segurança.

 

Também há bloqueios à cidade de Palhoça, com pontos de alagamento e interdições. Segundo a PRF, ocorreram várias quedas de árvores na região de Biguaçu, próximo a uma aldeia indígena.

 

Já na BR-282, há um bloqueio na via expressa no quilômetro 1, sentido Ilha - Continente, onde a pista está parcialmente interditada em razão de barreira; e na via expressa, no quilômetro 5, também no sentido Ilha - Continente, há pontos de alagamento e pista parcialmente bloqueada.

 

Chuvas

 

Segundo a Defesa Civil Estadual, nos últimos 30 dias, 101 municípios decretaram situação de emergência, sendo 73 em abril e 27 em maio. No mês, conforme último relatório, 42 cidades foram atingidas; com 3.745 pessoas desalojadas e 415 desabrigadas. Das 42 cidades, 27 decretaram situação de emergência. A chuva de terça-feira, 19, registrou estragos em Florianópolis, em dois pontos, com deslizamento de terra no Morro do 25 e na José Mendes. As áreas estão sendo monitoradas pela equipe da Defesa Civil Municipal.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.