Julio Castro/AE
Julio Castro/AE

Chuva prejudica 489 mil pessoas em Santa Catarina

Rio Itajaí-Açu inundou Blumenau e cidades do Alto Vale estão em alerta; ontem, universidades e escolas suspenderam as aulas

Júlio Castro, O Estado de S.Paulo

09 de setembro de 2011 | 00h00

ESPECIAL PARA O ESTADO

BLUMENAU

O Rio Itajaí-Açu invadiu as ruas da cidade de Blumenau e as cidades do Alto Vale catarinense estão em alerta. As Defesas Civis dos municípios apelam para que as famílias abandonem as casas. Se as chuvas continuarem nas próximas horas, o rio poderá atingir um nível 12 metros fora do seu leito, ampliando a inundação e se tornando uma das maiores enchentes das últimas duas décadas no Estado.

A Defesa Civil de Itajaí, no litoral de Santa Catarina, deu o alerta à população de que os estragos com a enchente poderão ser maiores que os registrados na catástrofe de 2008, quando mais de 130 pessoas morreram, a maioria atingida por deslizamento de terra.

Segundo a Defesa Civil do Estado, cerca de 489 mil pessoas já foram afetadas pelas chuvas e 14 cidades estão em situação de emergência. Em Rio do Sul, inundações e deslizamentos de terra em diversos bairros e a expectativa de que o rio chegasse ao nível de até 12 metros acima do normal obrigaram o prefeito Milton Hobus a assinar o decreto de calamidade pública. A previsão era de que o rio chegasse a 14 metros às 5h de hoje.

Ontem, universidades e escolas suspenderam as aulas. A maior preocupação das autoridades das 46 cidades é sobre a possibilidade de transbordo em barragens, principalmente na região do vale. Algumas tiveram suas comportas abertas, o que aumenta o volume de água nos rios.

Blumenau. Uma das cidades em situação de emergência é Blumenau. Até o fim da tarde de ontem, pelo menos 122 ruas da cidade tiveram alagamentos e deslizamentos de terra em 16 bairros, além de queda de barreiras. O Rio Itajaí, que corta a cidade, alcançou o nível de 11,5 metros acima do normal.

A determinação das autoridades é para que a população abandone urgentemente as residências situadas em áreas de risco, estoque alimentos e água e procure abrigos oferecidos pela prefeitura.

Em 72 horas, o índice pluviométrico da cidade foi de 187 milímetros, o que supera o normal para o mês (160 milímetros). Entre as cidades com volume de chuva acima do normal também estão Campos Novos (195 mm), Florianópolis (180 mm), Joinville (172 mm) e Indaial (168 mm).

De helicóptero, o governador Raimundo Colombo sobrevoou Blumenau. "O quadro realmente é negativo e o Estado vai dispor toda a sua estrutura para ajudar tanto Blumenau quanto as outras cidades", disse o governador, que também esteve em Rio do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.