Chuva perde intensidade e regiões de São Paulo deixam estado de atenção

Áreas deixaram o estado às 17h45, após a precipitação perder intensidade em diversos pontos da cidade

estadão.com.br, texto atualizado às 19h52

23 de fevereiro de 2012 | 16h05

SÃO PAULO - Quase toda a cidade de São Paulo ficou em estado de atenção por causa da chuva que atingiu a capital na tarde desta quinta-feira, 23. As zonas sul e sudeste da cidade de São Paulo entraram em atenção às 15h43. Às 16h20, o decreto foi ampliado para o centro e a Marginal do Tietê e, quinze minutos depois, para as zonas norte e leste. As áreas deixaram o estado às 17h45, após a precipitação perder intensidade. O decreto não foi feito para a região oeste e a Marginal do Pinheiros.

No momento, resta apenas chuvas fracas na maioria das regiões. Há precipitação moderada apenas em alguns pontos isolados da zona norte e extremo leste. Na Grande São Paulo, chove forte entre Barueri, Osasco, Santana de Parnaíba e parte de Guarulhos. Nas demais Cidades, há incidência apenas de chuvas leves com pontos moderados.

Às 16h15, o Aeroporto de Campo de Marte, na zona norte, registrou rajadas de vento de 38 km/h. Por volta das 17 horas, a velocidade dos ventos alcançou os 42km/h no Mirante de Santana, também na zona norte. O Corpo de Bombeiros atendeu três ocorrências de pessoas ilhadas. Por volta das 17h40, a corporação foi acionada para retirar pessoas ilhadas dentro de veículo na Rua Doze de Outubro, na Lapa. Também houve casos nos bairros de Vila Mariana e Vila Formosa.

Conforme o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), uma área de instabilidade que encontra-se no sul do Estado avança em direção à Região Metropolitana de São Paulo ao longo da noite, e deve provocar novas chuvas com intensidade leve à moderada na capital e municípios vizinhos.

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registra seis pontos de alagamento na cidade, sendo dois intransitáveis no Elevado Costa e Silva, perto da Alameda Glete, sentido Penha, e na Avenida do Estado com a Rua São Caetano, sentido Ipiranga. Os outros pontos transitáveis estão na Rua Doutor Fomm, junto da Avenida Alcântara Machado; pista local da Marginal do Tietê, com a Ponte da Vila Guilherme, sentido Castelo Branco e na pista expressa, perto da Ponte Cruzeiro do Sul, sentido Ayrton Senna; Viaduto Engenheiro Alberto Brada, próximo da Praça Pietro Ubaldi, sentido marginal.

A pista central sul da Via Anchieta ficou bloqueada, sentido litoral, do km 10 ao km 14, como medida de precaução ao possível transbordamento do córrego Ribeirão dos Couros, no ABC Paulista. A interdição foi feita entre 16h30 e 17h30. Como reflexo, a via tem lentidão do km 10 ao 20, devido excesso de veículos.

Previsão. Nos próximos dias o sistema frontal praticamente estaciona na altura do litoral de São Paulo, deixando o tempo favorável para a ocorrência de chuvas em forma de pancadas principalmente entre a tarde e a noite. Em função da grande cobertura de nuvens, as temperaturas não ficarão muito elevadas, e as máximas pelo menos até o próximo sábado, 25, não devem ultrapassar os 28ºC.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvaestado de atençãoCGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.