Chuva passa mas deixa reflexos na capital paulista durante a madrugada

No final da noite, todo o corredor das avenidas Rebouças e Eusébio Matoso estava congestionado

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

26 Outubro 2011 | 00h55

SÃO PAULO - A chuva que atingiu a capital paulista na noite de terça-feira, 25, causava ainda vários reflexos nas ruas da cidade à 1 hora da madrugada desta quarta-feira, 26. O efetivo de viaturas disponível para o horário informava, ao Centro de Operações da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a existência de pelo menos nove locais sem energia elétrica, entre eles a Praça Jorge de Lima, no Butantã, zona oeste, onde há o entroncamento entre as avenidas Professor Francisco Morato, Lineu de Paula Machado e Francisco Morato.

 

Às 23 horas de terça-feira, em razão da falta de energia nos semáforos da praça, o motorista enfrentava lentidão em toda a pista sentido bairro do corredor formado pelas avenidas Rebouças e Eusébio Matoso - trecho de 4,1 quilômetros. Duas horas depois, ainda havia 1,5 quilômetro de lentidão pela Avenida Rebouças. Falta de energia registrada também em outras importantes avenidas, como Dona Belmira Marin (zona sul), Estrada do M' Boi Mirim (zona sul) e Cândido Portinari (zona oeste); além de várias ruas, como Clodomiro Amazonas (zona sul), Abílio Soares (zona oeste), Funchal (zona sul), Domingos de Morais (zona sul).

 

Pelo menos dois pontos de alagamento ainda permaneciam, ambos na região de Santo Amaro (zona sul): nas avenidas Maria Coelho Aguiar e Roque Petroni Júnior. Cinco quedas de árvore ainda causavam bloqueio parcial da vias, entre elas a Avenida Doutor Gastão Vidigal (zona oeste) e a Rua Abílio Soares (zona sul). Outros casos de semáforo apagado ainda permaneciam em outras vias, entre elas a Avenida Conde de Frontin (Radial Leste) esquina com a Rua Joaquim Marra, e na Rua Domingos de Morais esquina com a Rua França Pinto, região do Paraíso (zona sul).

 

Semáforos no amarelo piscante eram registrados na Avenida Padre Arlindo Vieira esquina com a Rua Simão Lopes (zona sul), Rua Alfredo Pujol esquina com a Rua Cônego Manuel Vaz (zona norte), Avenida Jornalista Roberto Marinho esquina com a Rua Guaraiúva (zona sul), Avenida Brigadeiro Luís Antonio esquina com a Alameda Lorena; e Alameda Lorena esquina com a Rua Bela Cintra (zona sul).

 

A cidade de São Paulo deixou o estado de atenção às 22 horas de terça-feira, 25, após a chuva perder intensidade. Às 20h30, pancadas de chuva atingiram as zonas norte, oeste e sul da capital, principalmente entre os bairros Anhanguera, Freguesia do Ó, Lapa e Butantã. Na Grande São Paulo, choveu nos municípios de Santana do Parnaíba, Barueri, Carapicuíba e Cajamar. A cidade chegou a registrar sete pontos de alagamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.