Chuva no Sul mata 11 e tira 23 mil de suas casas

Temporais que castigam a região há uma semana deixaram 8 mortos em S. Lourenço do Sul (RS), 2 em Antonina (PR) e 1 em Palhoça (SC)

, O Estado de S.Paulo

14 Março 2011 | 00h00

As chuvas que atingem a Região Sul do País já deixam 11 mortos, pelo menos 21 mil desalojados (pessoas que tiveram de sair de casa e estão com parentes e amigos) e 2 mil desabrigados (que não têm para onde ir e seguirão para abrigos públicos). Desde sexta-feira, foram três vítimas: duas de Antonina, no litoral do Paraná, e uma de Palhoça, no sul de Santa Catarina.

Em Morretes, também no litoral do Paraná, uma mulher está desaparecida. A prefeitura decretou estado de calamidade pública por causa das enxurradas. No Estado há 8.453 pessoas desalojadas e 967 desabrigados. Cerca de 2.720 casas foram danificadas.

Na semana passada, oito pessoas já havia morrido em uma enxurrada em São Lourenço do Sul, no Rio Grande do Sul. A cidade havia decretado estado de calamidade pública na quinta-feira. A Defesa Civil gaúcha informou que oito municípios foram atingidos e quatro decretaram situação de emergência: Turuçu, Araricá, Maquiné e Lajeado do Bugre.

A Polícia Civil e a Brigada Militar de São Lourenço do Sul receberam denúncias sobre falsos alertas de enchentes. Segundo o jornal o Correio do Povo, testemunhas dizem que quatro homens em um Voyage branco com uma caixa de som orientam os moradores a deixar suas casas. A polícia acredita tratar-se de tentativas de furtos às residências.

Em Santa Catarina, mais de 10 mil pessoas tiveram de deixar as casas após as chuvas. A Defesa Civil registra que há 583.050 pessoas afetadas pelas chuvas no Estado.

Sudeste. Em Governador Valadares, Minas Gerais, o Corpo de Bombeiros retomou na manhã de ontem as buscas por um menino de 11 anos que foi arrastado pela correnteza causada pela chuva. O garoto está desaparecido desde a tarde de sexta-feira.

No Espírito Santo, as fortes chuvas já afetam 89.833 pessoas em 18 municípios. Segundo a Defesa Civil, do total de afetados há 1.230 desabrigados , e 2.577 desalojados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.