Chuva impede instalação de novas faixas de ônibus em SP

De um total de 5,7 km de vias a receberem mecanismo, só 900 metros puderam ser pintados a tempo

O Estado de S. Paulo

25 Novembro 2013 | 09h17

SÃO PAULO - Apenas 900 metros dos 5,7 km de novas faixas exclusivas para ônibus previstas para entrar em funcionamento nesta segunda-feira, 25, na capital paulista conseguiram ser implantadas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A chuva impediu a pintura das demais faixas, informou o órgão.

A faixa inaugurada fica na Avenida Imirim, na zona norte. As que não foram entregues estão nas Avenidas Mercúrio e Senador Queiroz, em um trecho de 900 metros, na região central, nas Avenidas Afrânio Peixoto e Valdemar Ferreira, no Butantã, zona oeste, onde haverá 700 metros do mecanismo, e no Viaduto Pacaembu, na Avenida Doutor Abraão Ribeiro e Rua Baronesa de Porto Carreiro, na Barra Funda, também zona oeste, totalizando 1,6 km de faixas.

A Avenida Raimundo Pereira de Magalhães, no Piqueri, na zona norte, também receberia nesta segunda-feira, 25, 1,6 km de faixas, que não foram entregues por causa da chuva.

De acordo com a CET, esses trechos, que juntos somam 4,8 km de extensão, "serão sinalizados e implantados nos próximos dias". A data exata, contudo, não foi especificada.

 Quando todos esses trechos estiverem concluídos, a cidade terá recebido 269,7 km de faixas exclusivas neste ano.

Mais conteúdo sobre:
faixas exclusivas de ônibusCET

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.