Chuva fraca no fim de semana não dá alívio a represas

Garoa intensa não colaborou para elevação dos níveis do Cantareira, que continuam críticos

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

25 Maio 2014 | 17h06

SÃO PAULO - A garoa fraca que cobriu a região metropolitana neste fim de semana foi boa para aqueles que gostam do quarteto frio, sofá, cobertor e TV. A frente fria que atinge a região fez a temperatura não passar dos 17°C, mas não foi suficiente para dar respiro aos sistemas de represas que abastecem à cidade, mantendo o desabastecimento que atinge as cidades da região.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, entre sexta-feira e este domingo, 25, choveu 33 mm de água na capital paulista. Apenas neste domingo, foram 6 mm. A última chuva significativa registrada na cidade caiu no dia 16 de abril, quando choveu em um único dia 25 mm.

Já de acordo com a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), entre sexta-feira e sábado, as represas do Sistema Cantareira receberam 7,4 mm de chuva. Os dados deste domingo só serão disponibilizados amanhã. No mês de maio, até aqui, o Cantareira recebeu 31,6 mm de chuva, número bem abaixo da média histórica para os meses de maio, 83,2 mm.

O governo do Estado conta com a retomada do volume de chuvas para dentro da média para evitar o desabastecimento de água.

 

Mais conteúdo sobre:
sabesp sistema cantareira seca SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.