Chuva forte volta a deixar pontos de São Paulo alagados

Toda a cidade entrou em estado de atenção às 17h04; temporal causou transbordamento de córregos

Maíra Teixeira e Priscila Trindade, do estadao.com.br,

03 Fevereiro 2010 | 17h36

A chuva forte que castiga São Paulo há 43 dias consecutivos voltou a aparecer nesta quarta-feira, 3, deixando alagamentos e inundações. Às 17h04, toda a cidade foi posta em estado de atenção pelo Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, e permaneceu nesta situação até às 20h45.

 

Veja também:

linkOposição protocola pedido de CPI das enchentes na capital

linkCaixa vai suspender cobrança moradores do Jardim Romano

blog Blog do Trânsito: Acompanhe situação das ruas e estradas

blog Blog da Garoa: Vida nos diferentes 'jardins' da cidade

 

Rua alagada pelo córrego Lageado, no Itaim Paulista, zona leste. Foto: Clayton de Souza/AE

 

No início da noite, o CGE colocou as regiões da Penha e da Casa Verde em estado de alerta após o transbordamento dos córregos Tiquatira e Mandaqui, respectivamente. Por volta das 19h35, foi a vez de Aricanduva e Itaquera, ambas na zona leste, serem incluídas no alerta, devido ao transbordamento do Rio Aricanduva. Na zona norte, a Marginal do Tietê também entrou em alerta, às 19h40, na altura da Ponte Presidente Dutra e Limão, onde o rio transbordou.

 

Pelo menos uma pessoa ficou ferida após uma árvore de grande porte cair em cima de quatro carros na alça de acesso da Ponte da Vila Maria para a Marginal do Tietê, sentido Rodovia Ayrton Senna. A vítima foi levada para o pronto-socorro Vila Maria. Oito equipes do Corpo de Bombeiros foram enviadas para o local do acidente.

 

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), por volta das 19h30, a cidade registrava 37 pontos de alagamento, sendo pelo menos 19 intransitáveis. Às 19h50, São Paulo acumulava um total de 119 quilômetros de vias congestionadas.

 

TRENS E METRÔ

 

O temporal também interrompeu a circulação de trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) nas Linhas 11-Coral e 12-Safira entre as estações Brás e Tatuapé. Os problemas tiveram início por volta das 18 horas.

 

Segundo a CPTM, os usuários dessas linhas são atendidos pelo Metrô, depois de fazerem a integração na estação Tatuapé (Linha 3-Vermelha) para prosseguir viagem destino a Guaianazes e Calmon Viana. Os passageiros que estão nas estações Luz e Barra-Funda deve pegar o Metrô até Tatuapé, onde ocorre a operação Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência (PAESE) para as linhas 11 e 12.

 

A Linha 10-Turquesa tem diversos pontos de alagamento entre as estações da Luz e Santo André. A operação dessa linha está restrita ao trecho Santo André-Rio Grande da Serra. Na Linha 11-Coral (Guaianazes-Estudantes) a circulação está normalizada apenas entre as estações Poá e Antonio Gianetti.

 

O trens do Metrô também operavam em velocidade reduzida, devido às chuvas e ao excesso de passageiros nas estações, mas, segundo o órgão, nenhuma linha ou estação chegou a ser fechada.

 

Texto atualizado às 21 horas.

Mais conteúdo sobre:
Chuvas em SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.