Chuva forte deve atingir São Paulo nesta quarta-feira

Alguns pontos isolados da cidade ainda permanecem sem energia elétrica devido ao temporal da última noite

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

13 de fevereiro de 2008 | 08h41

As fortes pancadas de chuvas que desabaram por sobre São Paulo na noite de terça-feira, 12, devem atingir a cidade nesta tarde novamente, segundo previsão do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), causando novos transtornos à população.   Na noite de terça-feira, várias ocorrências foram registradas devido às chuvas, como quedas de árvores e falta de luz, além do risco de alagamentos em várias regiões da cidade, deixando vários pontos em estado de atenção por duas vezes e foram registrados alguns pontos de alagamento.   Árvores   O Corpo de Bombeiros foi acionado para retirar árvores caídas nos bairros do Paraíso, Bela Vista, Ibirapuera e Pacaembu. De acordo com o Centro de Operações dos Bombeiros (Cobom), pelo menos cinco árvores caíram sobre residências e três sobre veículos, sem deixar feridos.   Na manhã desta quarta, segundo a Defesa Civil, pelo menos um árvore, que caiu sobre uma casa, ainda aguardava a retirada, no bairro de Vila Mariana.   Por causa das chuvas, um pequeno deslizamento ameaçou algumas casas localizadas na região do km 28 da Rodovia Fernão Dias, em Tremembé, zona norte de São Paulo, nesta madrugada, de acordo com a Defesa Civil. Ninguém ficou ferido.   Segundo boletim da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), três árvores permaneciam ocupando vias públicas, por volta das 8 horas desta quarta. Elas estavam nas ruas Deraldo Vieira Lima, Wadih Hatti e Joaquim Cândido Marques.   Alagamentos   De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, a cidade registrou por duas vezes o estado de a tenção. O primeiro foi decretado às 18h40, permanecendo até as 20h15, nas zonas sul, leste, sudeste e oeste da cidade e nas marginais dos rios Tietê e Pinheiros. O segundo foi decretado às 20h35, ficando até as 22h45, nas zonas norte, centro, sul, sudeste e marginais.   As chuvas formaram sete pontos de alagamento, todos transitáveis. Às 18h45 chegou a cair granizo em Moema, também na zona sul, de acordo com o CGE.   Dia mais quente   A cidade de São Paulo registrou na tarde de terça-feira, 12, o dia mais quente do ano. A máxima chegou a 32,8º, até as 16 horas, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). A máxima foi registrada no Mirante do Santana, na zona norte da Capital. A mínima foi de 21,2º no Campo de Marte, na mesma região.   Falta de luz   O abastecimento de energia ficou prejudicado depois das 21 horas de terça, por conta da chuva. De acordo com a Eletropaulo, a maioria dos bairros afetados estão localizados na zona oeste da capital.   Por volta das 21h30, os moradores dos trechos da Pompéia, Alto de Pinheiros e Sumaré, ficaram sem luz, assim como no trecho do Ibirapuera, na zona sul. Segundo a Eletropaulo, a energia elétrica foi restabelecida totalmente na madrugada. Apenas trechos de três ruas ainda permaneciam sem luz por volta das 8 horas desta quarta. Eram as ruas General Mena Barreto, Groenlândia e Antônio Bento. A previsão para a volta da energia é para as 10 horas, de acordo com a Eletropaulo.   Alguns municípios da Grande são Paulo, como Jandira, Osasco, Carapicuíba e Barueri também foram afetados. De acordo com a Eletropaulo, nesta manhã apenas alguns pontos isolados permaneciam sem energia elétrica.   Previsão   Para a cidade de São Paulo, o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, são esperadas pancadas de chuva durante o dia, que diminuem à noite, deixando apenas muita nebulosidade na região.   As temperaturas devem variar entre 23º C e 29º C. As pancadas de chuva causam 9 mm de chuva. O tempo favorece uma condição confortável pela manhã e quente à tarde e a umidade relativa do ar deve ficar em torno de 83 %.   Já a previsão para a maior parte do Estado de São Paulo, segundo o Climatempo, é a de que o dia permaneça com muitas nuvens, períodos de sol e pancadas de chuva principalmente à tarde e à noite.   Há risco de temporais em todo o Estado. Apenas o norte paulista e o Triângulo Mineiro ficam com predomínio de céu nublado e com chuva o dia todo. Nas demais áreas do Sudeste, o sol aparece forte e faz calor.   As nuvens aumentam ao longo do dia e a partir da tarde ocorrem pancadas de chuva, típicas de verão, exceto no Jequitinhonha, no Noroeste de Minas e no litoral do Espírito Santo, onde o ar continua seco.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvasfalta de luzprevisão do tempo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.