Chuva forte deixa três regiões de SP em estado de atenção

Em alguns pontos da cidade, havia queda de granizo; trânsito ficou complicado por conta do temporal

Fabiana Marchezi, estadao.com.br

07 de agosto de 2008 | 16h26

A forte chuva que atingia parte da capital paulista na tarde desta quinta-feira, 7, fez com que o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da prefeitura decretasse estado de atenção para as zonas sul, sudeste e leste, às 15 horas.   Veja também: Defesa Civil alerta nove Estados para ocorrência de temporais   De acordo com o CGE, os radares registraram queda de granizo em alguns bairros dessas regiões, com Guaianases e São Mateus. Às 16h20, chovia moderadamente desde a região da Sé, no centro da cidade, até a Freguesia do Ó, na zona norte. Até este horário, não havia registros de alagamentos na capital.   Na Grande São Paulo, choveu forte com granizo, principalmente em Mogi da Cruzes, Guararema, Biritiba Mirim e Salesópolis.   O temporal também complicava o trânsito, que esteve tranqüilo durante quase todo o dia, e causava transtornos para os motoristas. Às 16h50, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrava 114 quilômetros de congestionamento em toda a cidade, por conta da chuva e do excesso de veículos. O índice representa 13,7% dos 835 quilômetros monitorados.   No mesmo horário, o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da prefeitura registrava um ponto de alagamento transitável na Rua Doutor Martinico Prado, sentido centro, junto à Rua Aureliano Coutinho, no centro da cidade.   O pior trecho para o motorista estava na pista expressa da Marginal do Tietê, sentido Lapa-Penha, onde o engarrafamento era de 14 quilômetros, desde a Rodovia Castelo Branco até a Rua Azurita.   Na pista expressa da Marginal do Pinheiros, sentido Interlagos, havia retenção em 7,4 quilômetros, desde a Avenida Alexandre Mackenzie até a ponte Ary Torres.   Já no Corredor Norte-Sul, formado pelas avenidas 23 de Maio, Rubem Berta e Moreira Guimarães, sentido aeroporto de Congonhas, o trânsito estava lento em 6 quilômetros, desde a Praça da Bandeira até a Rua Borges Lagoa.   Aeroportos   Os aeroportos de Congonhas, na zona sul de São Paulo, e Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, operavam por instrumento desde às 15 horas desta tarde. Porém, os pousos e decolagens aconteciam normalmente.   Atualizada às 17 horas

Tudo o que sabemos sobre:
chuvaCGEtemporaisSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.