Chuva fecha Congonhas e causa transferência de nove voos

Pistas ficaram fechadas das 7h23 às 7h48 por causa do mau tempo; aeronaves pousaram em outras cidades

Felipe Tau, O Estado de S. Paulo - texto atualizado às 20h20

12 de novembro de 2012 | 12h07

SÃO PAULO - O aeroporto de Congonhas, na zona sul da capital paulista, ficou fechado das 7h23 às 7h48 na manhã desta segunda-feira, 12, por causa das chuvas e nove voos que pousariam ali tiveram que ser transferidos para aeroportos do interior do Estado e para capitais vizinhas. Depois de reaberto, o terminal passou a operar por instrumentos.

Dos voos afetados, quatro são da TAM. Três pousaram em Viracopos, em Campinas, e um no aeroporto de São José do Rio Preto. De acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), os voos transferidos e suas respectivas origens são: 3211 (Confins); 3719 (Brasília); 3050 (Porto Alegre) e 3901 (Rio de Janeiro).

Os demais cinco voos desviados são da Gol, sendo que três deles foram para Viracopos , um para o Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba, e um para o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, o Galeão. Os voos redirecionados e suas origens são: 1501 (Rio de Janeiro); 1305 (Curitiba); 1261 (Confins); 1281 (Florianópolis) e 1311 (Uberlândia).

Atrasos. De acordo com a Infraero, 55 dos 95 voos previstos até as 12h desta segunda em Congonhas estavam atrasados, 60% do total. Outros nove voos (9,5%) haviam sido cancelados até o horário. Às 17 horas, o terminal operava por instrumentos e ainda registrava reflexo do dia chuvoso. Das 168 partidas, 84 registraram atrasos e 24 foram cancelados.

Mais conteúdo sobre:
chuvaCongonhasvoos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.