TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO
TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

Chuva enche reservatórios e afasta racionamento em SP

Com índices de até 65 milímetros em 24 horas, as chuvas foram consideradas atípicas para esta época, de final de inverno

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

09 de setembro de 2015 | 21h13

SOROCABA - A chuva intensa e inesperada que caiu no Estado de São Paulo entre segunda e terça-feira, 8, encheu os reservatórios e afastou o risco de racionamento em cidades das regiões de Sorocaba e Campinas. 

Com índices de até 65 milímetros em 24 horas, as chuvas foram consideradas atípicas para esta época, de final de inverno. Em Itu, os principais reservatórios, que estavam com pouco mais de 50% da capacidade, voltaram a encher. A empresa Águas de Itu já descarta risco de faltar água.

Em Casa Branca, a prefeitura suspendeu o racionamento adotado no dia 25 de agosto, pois o nível da represa voltou ao normal com as chuvas dos últimos dias. De acordo com o Departamento de Água, a medida será avaliada até o início da próxima semana. A multa de até R$ 692 para quem for flagrado desperdiçando água continua em vigor. 

Em Araras, as chuvas melhoraram o nível dos reservatórios e o Serviço de Água, Esgoto e Meio Ambiente (Saema) estuda uma redução no racionamento. Pelo sistema atual, toda a cidade recebe água apenas às sextas, sábados e domingos, valendo o racionamento nos demais dias.

Tudo o que sabemos sobre:
ChuvasSão PauloCrise da água

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.