CLAYTON DE SOUZA/ESTADÃO
CLAYTON DE SOUZA/ESTADÃO

Chuva em São Paulo afeta Metrô e causa congestionamento

Às 10h50 desta quinta, os termômetros marcavam em média 16ºC; para a sexta, a previsão é de céu nublado, sem precipitação

Camila Santos, O Estado de S. Paulo

27 de agosto de 2015 | 12h09

Atualizada às 14h06

SÃO PAULO - Nesta quinta-feira, 27, a capital paulista amanheceu cinzenta, com chuva que varia de leve a moderada em todas as regiões. O tempo chuvoso afetou a circulação de trens do Metrô e causou congestionamentos acima da média na capital paulista.

As linhas 2-Verde, 3-Vermelha e 5-Lilás do Metrô operavam com velocidade reduzida por volta das 12 horas. A cidade também registrava 135 quilômetros de lentidão no mesmo horário, segundo dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). O valor representa 18% das vias monitoradas pela CET e é superior à média para o horário (7,5%).

O estudante Lucas Falleiros, de 19 anos, relata que levou o dobro do tempo para realizar o trajeto entre o Bairro do Limão; na zona norte, até a zona oeste. "Normalmente, dirijo por 20 minutos. Hoje, por causa da chuva, demorei por volta de 45 minutos." Além do prejuízo no horário, Falleiros afirma que se deparou com problemas durante o percurso: "Havia alguns faróis danificados e pontos com início de alagamento", disse.

Já o professor Rodolfo Lopes, de 27 anos, conta que a por causa da lentidão comum em dias de chuva, as pistas estavam com mais veículos. "As pessoas pareciam bem mais apressadas. Muitas sequer ligavam a seta para fazer alguma conversão", afirmou. O professor, que foi do Morumbi, na zona sul, em direção a Taboão da Serra, relata que não foi o único a enfrentar dificuldades pelo mau tempo em São Paulo:"Os alunos também chegaram mais tarde."

Por outro lado, a estudante Larissa Dutra, de 19 anos, explica que se atrasou para chegar ao seu destino, em Santana, na zona norte, por depender do transporte público."O ônibus percorreu o trajeto, que levaria 40 minutos, em uma hora", disse. Larissa saiu da Parada de Taipas, também na zona norte, às 7h30, e enfrentou um período maior de espera já no ponto de ônibus."Quando embarquei, o coletivo não chegou a ficar parado, mas andava lentamente", afirmou a estudante.

Previsão. A previsão aponta que as precipitações vão parar até o final do dia, segundo a meteorologista do Climatempo, Fabiana Weykamp. O índice de umidade do ar está em cerca de 70%.

A cidade de São Paulo enfrenta um período instabilidade por causa do deslocamento de uma frente fria que atravessa o Estado, responsável pela chuva generalizada. Esta zona de transição entre massas de ar quente e frio é a terceira que atinge a capital somente em agosto.  

A primeira ocorrência foi registrada há uma semana e interrompeu o calor excessivo e a baixa umidade do ar. Já a segunda teve início na segunda-feira, 24, e permaneceu até terça-feira, 25.

  

Às 10h50 desta quinta, os termômetros marcavam, em média, 16ºC. A expectativa é de que a temperatura continue amena, com máxima em torno de 20ºC. De acordo com o Climatempo, os termômetros devem subir no meio da tarde, às 15 horas.  

Segundo o meteorologista do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), Thomaz Garcia, na sexta-feira, 28, haverá predomínio de céu nublado, sem precipitação na cidade. A temperatura deve variar entre 13ºC e 23ºC.   

No fim de semana, os dias devem começar com nevoeiro e frio, mas o sol aparecerá ainda pela manhã, fazendo com que a sensação térmica chegue aos 28ºC. Por essa razão, a umidade relativa do ar deve cair no domingo, 30, à tarde. O mesmo deve ocorrer na segunda-feira, 31, quando a capital provavelmente não receberá nenhuma gota de chuva.  

Agosto é considerado o auge da seca durante o inverno no Brasil. Os meteorologistas esclarecem que a fase de instabilidade deve ter fim com o início da primavera, no dia 23 de setembro.

Tudo o que sabemos sobre:
ChuvaSão PauloMetrô

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.