Chuva eleva umidade e melhora ar na capital paulista

Sem chuva desde 23 de junho, umidade relativa oscilava entre 20% e 30%; hoje, índice é de 85%

Priscila Trindade, da Central de Notícias

13 de julho de 2010 | 13h38

SÃO PAULO - A chuva que atinge a capital paulista nesta terça-feira, 13, elevou o índice de umidade para 85%, melhorando a qualidade do ar. Sem chuva desde o dia 23 de junho, a umidade relativa do ar na cidade oscilava entre 20 e 30%.

 

Esse índice dificulta a dispersão de poluentes e prejudica a vida das pessoas com problemas respiratórios. Desde o início de junho, a cidade entrou em estado de atenção sete vezes devido à baixa umidade.

 

Pela escala da Organização Mundial da Saúde (OMS), índices de umidade relativa do ar abaixo dos 30% são considerados preocupantes; índices entre 20% e 30% apontam estado de atenção; entre 12% a 20%, de alerta; e abaixo de 12%, de alerta máximo.

 

De acordo com a medição da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), feita às 13 horas de hoje, das 18 estações que medem a qualidade do ar em diversos pontos da Região Metropolitana de São Paulo, 13 apontaram boas condições do ar.

 

O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, informou que por volta das 13 horas, a capital registrava chuva fraca em pontos isolados de São Paulo. A previsão é que o tempo continue instável no resto do dia. Hoje, em razão de uma frente fria, o céu da capital amanheceu com nebulosidade.

Mais conteúdo sobre:
chuvasumidade do ar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.