EFE/Fernando Bizerra
EFE/Fernando Bizerra

Chuva derruba árvores e causa alagamentos em São Paulo

Córrego no Ipiranga transbordou e rajadas de vento passaram dos 80 km/h em Cumbica

Júlia Marques, O Estado de S. Paulo

13 de dezembro de 2018 | 18h24

As fortes chuvas que atingiram São Paulo na tarde desta quinta-feira, 13, causaram quedas de árvores, transbordamento de córregos e enchentes. Houve granizo nas regiões leste e sudeste da capital e rajadas de vento de mais de 80 km/h no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos.

Até as 18 horas, o Corpo de Bombeiros registrava queda de 53 árvores e 14 enchentes na capital. O Córrego Ipiranga, na zona sul, transbordou e todas as regiões da cidade entraram em estado de atenção para alagamentos.

De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), houve queda de granizo em Ermelino Matarazzo, na zona leste, e no Jabaquara, na zona sul, entre 15 horas e 16 horas desta quinta. O órgão registrava às 18 horas três pontos de alagamento na cidade - todos transitáveis.

As rajadas de ventos chegaram 83 km/h no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. No Campo de Marte, na zona norte, a velocidade das rajadas foi de 53 km/h e, no Aeroporto de Congonhas, na zona sul, de 50 km/h. 

Houve efeito no trânsito. Desde as 11h30 e até as 18 horas, as taxas de lentidão ficaram acima da média na capital. Composições das linhas 7-Rubi e 13-Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) circulavam com velocidade reduzida no início da noite por causa das fortes chuvas.

Na noite desta quinta-feira, as áreas de instabilidade permanecem na Grande São Paulo e há previsão de mais pancadas de chuva, de acordo com a Climatempo. Para sexta-feira, 14, a previsão é de calor em todo o Estado de São Paulo e chuva à tarde e à noite. 


 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.