Chuva deixa SP em estado de atenção

De acordo com CGE, todos os mananciais devem ser 'significativamente' beneficiados

O Estado de S. Paulo

08 de março de 2015 | 23h00

A chuva que cai sobre São Paulo desde o início da noite deste domingo, 8, deixou seis pontos de alagamento, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE). Cinco deles, todos na zona leste, estão intransitáveis.

Um fica na Rua Pinhalzinho, em Aricanduva. E há quatro na Vila Prudente - três na Avenida Professor Ignácio de Anhaia Mello e outro na Rua Américo Vespucci. 

Na Avenida Vital Brasil, Butantã, o CGE informa que há um outro ponto de alagamento - porém, transitável.

Segundo o CGE, "imagens do radar meteorológico mostram forte chuva nas zonas norte, leste, Marginal do Tietê e no centro da cidade; enquanto que nas zonas sul e sudeste a precipitação é leve". 

A zona leste está em estado de atenção para enchentes desde as 19h45. Às 21h18, foram colocados no mesmo status as zonas leste, sudeste, centro e Marginal do Tietê. Meia hora mais tarde, entraram em estado de atenção as zonas norte e oeste. 

O CGE ainda informa que a chuva que cai no momento deve beneficiar "significativamente" os mananciais, sobretudo o Cantareira.

Previsão. A segunda, 9, deve começar com céu nublado a encoberto e precipitação leve. Os termômetros durante a madrugada devem ficar na marca dos 19ºC. As temperaturas não sobem muito e a máxima não supera os 25ºC. As taxas de umidade relativa do ar seguem elevadas e variam entre 70% e 98%. Os temporais retornam a partir da tarde com pancadas de chuva forte, acompanhadas de raios e probabilidade de rajadas de vento. Não se descarta o potencial de queda de granizo de forma pontual na cidade. 

Tudo o que sabemos sobre:
chuva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.