Juliana Diógenes/Estadão
Juliana Diógenes/Estadão

Chuva deixa São Paulo em estado de atenção para alagamentos

Áreas de instabilidade formadas pelo forte calor, alta disponibilidade de umidade e reforçadas pelo fluxo de ar quente vindo do interior, causam chuvas com forte intensidade na capital

Juliana Diógenes, O Estado de S.Paulo

07 Janeiro 2017 | 16h09
Atualizado 07 Janeiro 2017 | 17h23

Toda a cidade de São Paulo entrou em estado de atenção para alagamentos após a chuva de forte intensidade que teve início por volta das 15h30 deste sábado, 7. A zona norte da capital é a mais afetada, com pontos de alagamento intransitáveis.

As regiões de Freguesia do Ó e Pirituba, na zona norte, e da Penha, na zona leste, estão em estado de alerta desde 17 horas, com risco para transbordamento de córregos e rios.

O córrego do Rio Verde, na Rua Cunha Porã, zona norte, transbordou às 16h39. Por volta das 17 horas, o Corpo de Bombeiros já havia registrado 41 solicitações para atendimento de enchentes e outros sete chamados para queda de árvores. A chuva chegou a alagar e fechar a estação Jardim São Paulo, da Linha 1-Azul do Metrô, às 16h08.

O Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE) informou que áreas de instabilidade formadas pelo forte calor, alta disponibilidade de umidade e reforçadas pelo fluxo de ar quente vindo do interior, causam chuvas com forte intensidade na capital.

Nas próximas horas, novas áreas devem se formar em outras regiões, com potencial para formação de alagamentos e rajadas de vento. 

No bairro da Penha, na zona leste, a chuva causou um alagamento intransitável no cruzamento da Avenida Águia de Haia com a Rua Nelson Tartuce. 

Segundo o CGE, uma área de baixa pressão atmosférica se intensifica sobre o litoral paulista e em convergência com a umidade do interior gera "acumulados significativos" neste fim de semana, principalmente neste domingo, 8.

Na próxima semana, são esperados temporais típicos de verão. Na segunda-feira, 9, o sol não deve predominar ao longo do dia, que terá muitas nuvens. Mesmo assim, os termômetros podem marcar até 30ºC. As pancadas de chuva estão previstas a partir da tarde, com intensidade forte, raios e rajadas de vento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.