Chuva deixa 3 cidades de SP em estado de calamidade pública

Além de Cunha e São Luís do Paraitinga, Eldorado também decretou a situação por conta das chuvas

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

04 Fevereiro 2010 | 10h12

Mais um município de São Paulo decretou estado de calamidade pública por conta dos temporais que atingem o Estado desde o fim do ano passado. Aumentou também o número de cidades em situação de emergência, passando para 39.

 

Além das cidades de Cunha e São Luís do Paraitinga, a prefeitura de Eldorado também decretou a situação por conta das inundações, segundo boletim da Defesa Civil Estadual desta quinta-feira, 3.

 

O número de cidades em situação de emergência também aumentou. Agora são 39 municípios nesta situação. São eles: Álvares Machado, Araçatuba, Atibaia, Bofete, Bom Jesus dos Perdões, Caieiras,

Caiuá, Carapicuíba, Capivari, Chavantes, Cotia, Ferraz de Vasconcelos, Francisco Morato, Franco da Rocha, Getulina, Guararema, Inúbia Paulista, Iporanga, Itaquaquecetuba, Itapevi, Lucélia, Lourdes, Manduri, Mineiros do Tietê, Mariapólis, Mirassol, Osasco, Oscar Bressane, Pardinho, Pracinha, Presidente Venceslau,

Ribeirão Pires, São José do Rio Preto, São Lourenço da Serra, Santa Barbara D'Oeste, Santo André, Santo Antônio do Pinhal, Sumaré e Jacupiranga.

 

Segundo boletim da defesa civil, o número de desalojados permanece 22.080, e o de desabrigados é 5.339. Chega a 72 o número de mortes causadas pelas chuvas.

Mais conteúdo sobre:
Chuvas SPcalamidade pública

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.