Chuva deixa 11 cidades do interior de São Paulo em estado de atenção

Defesa Civil monitora o volume de água das chuvas e rios para evitar enchente e desmoronamento

Ricardo Brandt,

17 de dezembro de 2012 | 17h13

As chuvas dos últimos três dias colocaram 11 cidades do interior de São Paulo em estado de atenção, nesta segunda-feira, 17, na região de Campinas. A Defesa Civil monitora nesses municípios o volume de água das chuvas e dos rios para evitar possíveis enchentes e desmoronamentos.

Em Capivari, onde o rio Capivari corta a cidade ao meio e anualmente alaga, o nível chegou a dobrar no sábado, 15. Nesta segunda-feira, o nível do Capivari estava em 1,5 metro - o nível normal é de 80 centímetros.

"Estamos em atenção e monitorando essa chuva, que não para desde sexta-feira e o volume de água que está descendo de outras cidades, onde também chove", afirmou a coordenadora da Defesa Civil de Capivari, Neusa Vilares Silva.

O município também solicitou a abertura das comportas da represa Leopoldina, em Rafard, que fica abaixo de Capivari, para aumentar a vazão do rio e evitar o transbordamento. Em março deste ano, o rio subiu a 2 m e transbordou.

Municípios

Ao todo, estão em estado de atenção: Águas de Lindoia, Bragança Paulista, Cabreúva, Indaiatuba, Itupeva, Jarinu, Lindoia, Louveira, Rio Claro e Socorro. Em Indaiatuba, foram registradas na madrugada desta segunda-feira a queda de dez árvores por causa dos ventos fortes.

"Estamos atentos em todas essas cidades para que em eventuais situações de risco façamos o trabalho preventivo antes que ocorram alagamentos e deslizamentos em encostas", explicou o coordenador da Defesa Civil regional, Sidnei Furtado. Segundo ele, a preocupação maior são com as cidades onde passam rios e em áreas de morro. As cidades do Circuito das Águas e na região de Jundiaí, são locais onde os riscos são maiores.

Tudo o que sabemos sobre:
Chuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.