Chuva complica o trânsito e causa congestionamentos em SP

Zona leste é a região de maior lentidão; Marginal do Tietê estava com trânsito parado no sentido Castelo Branco

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

07 de fevereiro de 2008 | 09h08

O excesso de veículos e a chuva, que obriga os motoristas a diminuírem a velocidade, contribuíram para o aumento do índice de congestionamento na manhã desta quinta-feira, 7, em São Paulo.   Às 9 horas, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou 77 quilômetros de ruas e avenidas congestionadas em toda a cidade, principalmente na zona leste, onde estavam os piores trechos de lentidão.   A avenida Radial Leste era a pior opção para os motoristas, o congestionamento chegava em torno de cinco quilômetros, entre o viaduto Pires do Rio até a rua Wandenkolk, na pista sentido Centro.   A Marginal do Tietê também estava com trânsito complicado na pista expressa, sentido Castelo Branco. Os motoristas enfrentavam lentidão de cerca de cinco quilômetros, no trecho entre as pontes Aricanduva e Jânio quadros.   Já na zona sul, o corredor norte-sul somava quase cinco quilômetros de tráfego lento, entre o túnel Ayrton Senna I até a praça da Bandeira, na pista sentido Aeroporto.   Acidentes   Uma colisão entre um veículo de passeio e uma motocicleta, na rua Melo Freire, junto à rua Antônio de Barros, complicava o trânsito na zona leste da cidade. Duas faixas estavam interditadas,na pista sentido Centro. Uma pessoa ficou ferida.   Na Mooca, uma carreta da Usetrans, que transportava uma retroescavadeira, derrubou um poste no cruzamento da Avenida Paes de Barros com Rua Trocari, por volta da 1h30 desta quarta-feira, 6. Com o impacto, a fiação da rede de trólebus foi ao chão. Após o acidente, o motorista do veículo, que tem 19 metros de comprimento e 3,2 metros de largura, dirigiu mais três quadras até a Rua Amparo, onde estacionou o veículo e descarregou a retroescavadeira em um pátio de obras de um condomínio. A carreta ficou com o pára-brisa e o retrovisor esquerdo quebrados. Equipes da Companhia de Engenharia de Tráfego e da Eletropaulo estiveram no local da batida para fazer reparos. Ninguém ficou ferido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.