Chuva causa lentidão recorde e pontos de alagamento em SP

Segundo o CGE, os pontos de alagamento ainda são transitáveis; chuva derruba árvore grande na 9 de julho

Solange Spigliatti, estadao.com.br

29 de janeiro de 2008 | 09h11

A chuva que atinge a capital paulista desde a noite de segunda-feira, 28, causou o maior índice de lentidão registrado até agora no ano: eram 137 quilômetros de congestionamento, por volta das 9 horas. Segundo a Companhia de Engenharia de Trânsito, com a chuva, os motoristas dirigem mais devagar e isso dá um nó no já complicado trânsito paulistano.   Veja também: Chuva causa lentidão recorde e estado de atenção em SP   Segundo a CET, os piores pontos de congestionamento na cidade se concentram nas Marginais do Pinheiros e do Tietê. Na Pinheiros, o congestionamento chegava a quase 10 quilômetros, entre as pontes Cidade Jardim e Castelo Branco, na pista expressa, sentido Interlagos. Já na Tietê, a morosidade também era de cerca de 10 quilômetros, indo da ponte Cruzeiro do Sul até a ponte Imigrante Nordestino, pela pista expressa,  no sentido Castelo Branco.   A chuva forte formava, até as 9 horas, 11 pontos de alagamentos em São Paulo. O Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) informa, no entanto, que todos, por enquanto, são transitáveis, mas permanecem ativos. O temporal também fez a CGE manter o estado de atenção nas zonas sul, sudeste e na Marginal do Pinheiros. As demais áreas permanecem em observação.   Queda de árvore   Componentes.montarControleTexto("ctrl_texto") A queda de uma árvore de grande porte atrapalha o trânsito na região da Avenida 9 de Julho, segundo informações a CET. A árvore ocupava a faixa da direita da avenida 9 de julho, na altura do número 3.332, na pista sentido Centro. Ninguém ficou ferido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.