Grande SP tem 50 quedas de árvores com chuva desta segunda

Precipitação durante a tarde foi mais intensa nas zonas leste e sul; próximos dias devem ter menos chuva e mais frio na cidade

Marco Antônio Carvalho e Luciana Amaral, O Estado de S.Paulo

06 Junho 2016 | 17h52

SÃO PAULO  - A cidade de São Paulo esteve em estado de atenção para alagamentos durante a tarde e o início da noite desta segunda-feira, 6, segundo informe do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura. A chuva que cai na capital desde o sábado voltou forte nesta segunda e atingiu principalmente os bairros de Parelheiros e Jardim Ângela, na zona sul, e Sapopemba, São Rafael, São Mateus e Parque do Carmo, na zona leste.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, 50 quedas de árvores foram registradas na região metropolitana em razão das chuvas. A precipitação foi intensa também nos municípios de Suzano e Mogi das Cruzes. A previsão divulgada pelo CGE era de que as próximas horas sigam com chuva em toda a cidade. 

Para os próximos dias, a chuva deve diminuir, mas o frio deve retornar.  "As áreas de instabilidade associadas com o sistema frontal se afastam do Estado de São Paulo nos próximos dias, entretanto uma massa de ar polar provoca acentuado declínio das temperaturas no decorrer da semana", informou o centro.

Nesta terça, o dia deve começar com tempo fechado e chuvoso, com potencial para formação de alagamentos, queda de árvores e deslizamentos de terra, de acordo com a Prefeitura.  "No decorrer do dia as condições de chuva diminuem, mas o céu permanece com muitas nuvens. As temperaturas variam entre mínimas de 16ºC e máximas que não devem superar os 20ºC. A entrada de uma massa de ar de origem polar causa acentuado declínio das temperaturas no final do dia."

Para a quarta, a previsão é de retorno do sol no decorrer do dia, mas as temperaturas entram em declínio com a chegada da massa de ar frio. Os termômetros variam entre mínimas de 11ºC e máximas que não devem superar os 18ºC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.