Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Chuva atinge interior de São Paulo e Minas, deixa desabrigados e causa estragos

Em Santa Bárbara d'Oeste, no interior paulista, 14 bairros foram prejudicados e 80 famílias tiveram de deixar suas casas; em Minas, os Rios da Pedra e Tanque subiram 2 metros

Rene Moreira, Especial para O Estado

09 de março de 2015 | 21h42

FRNAranca - As chuvas que atingiram o interior de São Paulo e de Minas Gerais neste final de semana deixaram estragos e desabrigados. Em Santa Barbara do Oeste (SP), o temporal prejudicou 14 bairros e o Ribeirão dos Toledos transbordou.

De acordo Ezequiel Matos, agente da Defesa Civil, cinco bairros tiveram casas alagadas e 80 famílias deixaram suas moradias. "Quase todas já retornaram", afirmou no final da tarde desta segunda-feira, 9.

O temporal foi mais intenso no sábado, 7, e os desabrigados acabaram seguindo para casas de parentes. Segundo dados do Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri), em menos de 30 minutos choveu o equivalente a mais de uma semana para o mês de março na cidade. Foram 46 milímetros que alagaram bairros como o Jardim Souza Queiroz, a Vila Sartori e o bairro São Joaquim.


Com a chuva, ruas ficaram cobertas de lama e foram registradas goteiras no Pronto-Socorro Municipal. Na cidade, moradores relataram perdas de móveis, aparelhos eletrônicos e outros objetos. A Defesa Civil está ajudando as famílias mais necessitadas com artigos essenciais, cestas básicas e colchões.

Na Rodovia Dona Margarida da Graça Martins (SP-135), que liga Santa Barbara d'Oeste a Piracicaba (SP), a pista foi interditada após a lagoa de uma usina de cana transbordar.

Em Cosmópolis (SP), ruas ficaram alagadas na região do bairro Parque Ester e uma casa foi invadida pela lama no sábado, 7. Moradores relataram prejuízos e um supermercado fechou as portas após ser invadido pela água. A chuva também causou alagamentos em municípios como Campinas (SP) e Bauru (SP).

Minas. No sul de Minas Gerais foram contabilizados estragos neste domingo, 8, nas cidades de Pouso Alegre, Guaxupé e Monte Sião. Nesta última, o nível dos Rios da Pedra e Tanque subiu 2 metros, alagando ruas e casas. Quatro imóveis tiveram de ser desocupados e houve ainda um deslizamento de terra. A prefeitura distribuiu kits de limpeza aos moradores.

Em Pouso Alegre foram registrados pontos de alagamentos em vários bairros e na área central da cidade, situação parecida ocorrendo em Guaxupé. 

Em Araxá, na região do Alto Paranaíba, também foram os alagamentos o maior problema, isso após chover 62,8 milímetros no período de uma hora. 

Tudo o que sabemos sobre:
São PauloMinas Geraischuva

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.