Prefeitura de Jundiaí/Divulgação
Prefeitura de Jundiaí/Divulgação

Chuva alaga Rodovia Anhanguera e deixa desabrigados no interior de SP

Houve alagamentos também em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, e em Jundiaí, no interior paulista

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

17 de dezembro de 2021 | 13h08

SOROCABA - Um grande alagamento causado pelas chuvas da madrugada interditou a Rodovia Anhanguera nos dois sentidos, na manhã desta sexta-feira, 17, em Cajamar, na região metropolitana de São Paulo. Houve alagamentos também em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo. Em Jundiaí, no interior, uma casa caiu e sete foram interditadas, deixando oito famílias desabrigadas.

A Rodovia Anhanguera foi coberta pela água e ficou totalmente bloqueada no km 36, sentido interior. Já no sentido capital, o trânsito fluía por apenas uma pista. Houve congestionamento nos dois sentidos. Conforme a concessionária, os motoristas foram orientados a utilizar a Rodovia dos Bandeirantes. O Sistema Anhanguera-Bandeirantes interliga a capital e a região de Campinas.  

A concessionária CCR Autoban, que administra a rodovia, informou que a rodovia precisou ser interditada durante a madrugada devido ao acúmulo de água nas duas pistas. A pista sentido São Paulo foi liberada por volta de 7h15. Já a pista sentido interior foi reaberta para o tráfego às 7h45, mas ainda havia lama e água sobre o asfalto. 

Devido à interdição, linhas de ônibus da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) que partiram de Cajamar e Caieiras em direção a São Paulo sofreram atrasos. Houve impacto também em linhas intermunicipais.

Estragos

A chuva forte que teve início no final da noite de quinta-feira, 16, causou alagamentos e estragos em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo. Conforme a Defesa Civil, a chuva acumulada atingiu 138 milímetros na região central. 

Na Vila Flórida, o nível da água subiu tanto que encobriu alguns carros estacionados na confluência das ruas Arminda Maurus e João de Souza. A Estrada Velha de Bonsucesso se transformou em um rio. A queda de um muro atingiu veículos no estacionamento da Polícia Rodoviária Federal.

O Corpo de Bombeiros recebeu 98 chamados por ocorrências de enchentes também na região do Cocaia, Jardim Presidente Dutra, Vila Rio de Janeiro e em acessos à Via Dutra. Não houve vítimas. Equipes da prefeitura foram mobilizadas para desobstruir vias fechadas pela queda de árvores e remover a lama acumulada nas ruas e avenidas. Por conta dos alagamentos, linhas de ônibus entre Guarulhos e São Paulo operaram com atrasos.

Desabrigados

Em Jundiaí, as chuvas causaram o desmoronamento de uma residência no Jardim São Camilo, mas os moradores saíram a tempo. Outras sete casas foram vistoriadas e interditadas devido ao alto risco de desabar, na madrugada desta sexta. 

A prefeitura informou ter oferecido abrigo às oito famílias, mas elas optaram por se abrigar em casas de parentes. Segundo o município, os desabrigados estão recebendo roupas, alimentação e foram cadastrados para o auxílio aluguel de R$ 850 por mês. A chuva intensa causou o transbordamento de córregos, alagou ruas e invadiu casas na Vila Palma e Jardim Caxambu.

Mais chuva

A Defesa Civil do Estado de São Paulo emitiu novo alerta para chuvas intensas nesta sexta-feira e madrugada de sábado na região do Litoral Norte. Há previsão para acumulados de 100 milímetros em 72 horas, com risco de deslizamentos, alagamentos e enchentes, além de raios e ventos. Conforme o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o ar quente e úmido forma nuvens carregadas na região metropolitana de São Paulo em grande parte do interior paulista. Há previsão de acumulados entre 70 e 100 mm nos próximos dias, com potencial para alagamentos, transbordamentos e deslizamentos de terra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.