Chefe do tráfico de Paraisópolis deixa penitenciária paulista

Piauí será transferido para a Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia

José Maria Tomazela - O Estado de S. Paulo,

08 de novembro de 2012 | 19h55

SOROCABA - Acusado de ser o mandante da morte de policiais em São Paulo, o preso Francisco Antonio Cesário da Silva, o "Piauí", deixou na tarde desta quinta-feira, 8, a Penitenciária Estadual de Avaré, no sudoeste paulista, e foi levado para a Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia.

O criminoso faz parte da lista de presos de alta periculosidade que serão levados para prisões de segurança máxima, como parte do acordo firmado entre o governo federal e as autoridades paulistas. "Piauí" deixou a penitenciária cercado por um forte aparado policial, num comboio que seguiu direto para o aeroporto de Arandu, cidade próxima.

A aeronave, da Força Aérea Brasileira (FAB), na qual o criminoso foi embarcado, decolou por volta das 15 horas. "Piauí" permaneceu encapuzado até o momento de entrar no avião. Ele é apontado como o autor da lista com 42 nomes de policiais marcados para morrer pela organização criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

Mais conteúdo sobre:
PiauíPCCPorto VelhorRondônia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.