Chefe da Rocinha quer unir processos para reduzir pena

Uma manobra da defesa de Antonio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, apontado como chefe do tráfico da favela da Rocinha, pode diminuir seu tempo de condenação. Preso em novembro de 2011, Nem é réu em oito processos em sete varas criminais. A defesa quer que todos sejam reunidos em uma vara.

O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2012 | 03h03

Para especialistas, se a solicitação for atendida e Nem for condenado em mais de um processo, a pena total pode ser bem menor do que se ele fosse julgado por juízes diferentes. O pedido será analisado hoje, pela 7ª Câmara Criminal do TJ-RJ. / M.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.