Chacina deixa 4 mortos em S. André

Grupo foi executado com munição .40, que é usada pela PM; horas antes, um policial foi baleado em uma pizzaria da cidade

William Cardoso, O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2011 | 00h00

Quatro rapazes entre 16 e 25 anos foram assassinados na madrugada de ontem na Vila Suíça, em Santo André (ABC Paulista). Nenhuma das vítimas tinha passagem pela polícia. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deve investigar o caso.

Segundo testemunhas, as vítimas conversavam tranquilamente na frente de um bar quando foram abordadas pelos assassinos, por volta das 3 horas. Os rapazes foram obrigados a ficar de joelhos e acabaram baleados na cabeça com tiros de pistola calibre 380. Um deles tentou fugir e foi atingido cerca de 30 metros distante do restante do grupo, com munição .40, normalmente usada em armas da Polícia Militar. Moradores vizinhos ao local do crime afirmam ter ouvido mais de 20 disparos, mas não conseguiram identificar os autores do chacina.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado, Luiz Fernando da Silva Egea, de 19 anos; Fábio Bacilieri da Rocha Carvalho, de 23; e Robert William Rodrigues, de 25, não tinham passagem pela polícia. O mesmo ocorria com a quarta vítima, um adolescente, cujo nome não foi divulgado.

Tiroteio. Horas antes da chacina, um PM foi baleado em uma pizzaria na Vila Lutécia, também em Santo André. Ele discutiu com dois rapazes. Um deles percebeu que o policial estava armado, tomou o revólver da vítima e disparou várias vezes. Atingido, o colega do atirador morreu. O policial e uma mulher ficaram feridos e não correm risco de morte.

O atirador foi preso cerca de uma hora depois. Ele vivia na região da Vila Suíça, mesmo local em que se registrou a chacina. Questionadas sobre a possível relação entre os dois crimes, a Polícia Militar não vê indícios de envolvimento de policiais.

Mortes violentas

3

chacinas foram cometidas no Estado desde quarta-feira. As outras duas foram em Guarulhos e no Guarujá

11

pessoas morreram nessas três chacinas, todas do sexo masculino, quatro delas menores

de 18 anos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.