Chacina deixa 4 mortos em Guarulhos

Vítimas foram atingidas por vários tiros; ainda não se sabe o que teria motivado o crime

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

20 de abril de 2011 | 03h31

SÃO PAULO - Quatro pessoas, entre elas um adolescente, foram mortas, e uma ficou ferida, às 18h45 de terça-feira, 19, ao serem atingidas por vários tiros no Jardim Paulista, próximo ao quilômetro 27 da rodovia Ayrton Senna, em Guarulhos, na Grande São Paulo, no limite com o Jardim Helena, bairro da zona leste da capital.

 

Moradores da região, ao escutarem os tiros, acionaram a Polícia Militar, que enviou para o local uma viatura da 1ª Companhia do 44º Batalhão. No momento em que chegaram à rua Nidaque - uma viela - os policiais encontraram cinco pessoas caídas. Quatro delas morreram no local e outra foi encaminhada ao pronto-socorro do bairro dos Pimentas.

 

Os mortos foram identificados como: João Bismack Resende da Silva, de 18 anos, Tiago de Jesus Pinheiro, 19, Lauro Ramos Martins, 54, e Fernando Henrique Dias de Melo, de 15 anos. Ferido na barriga e no peito, Gilberto Ribeiro Macedo, de 20 anos, continua internado em estado grave.

 

Ainda não se sabe o que teria motivado o crime, que será registrado no 4º Distrito Policial de Guarulhos, localizado no bairro dos Pimentas. Até o início da madrugada desta quarta-feira, 20, a polícia não havia conseguido informações sobre os supostos autores da chacina.

 

Essa é a segunda chacina registrada neste ano em cidades da região metropolitana de São Paulo; subindo para quatro se forem incluídos os dois casos já registrados na capital paulista, com um total de 14 mortos.

 

De janeiro a abril, além de Guarulhos, crimes deste tipo foram registrados no Jardim Eldorado, região do Jardim Miriam, na zona sul de São Paulo; no Parque Santo Antonio, também na zona sul; e na Vila Santa Maria, em Diadema, no Grande ABC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.