Divulgação
Divulgação

Chácara do Jockey vira parque de 169 mil m² em área nobre

Prefeitura anuncia nesta quinta-feira, 2, as obras no local, que foi desapropriado em troca de abatimento na dívida de IPTU do clube

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

02 de outubro de 2014 | 03h00

SÃO PAULO - São Paulo ganha nesta quinta-feira, 2, um parque municipal de 169 mil metros quadrados em área nobre da cidade, perto da Marginal do Pinheiros. Após três meses de negociação com o Jockey Club e de uma ação judicial de desapropriação, a Prefeitura da capital anuncia nesta quinta-feira a transformação da Chácara do Jockey em espaço público.

Em evento oficial na tarde desta quinta-feira, o prefeito Fernando Hadad (PT) informará que a desapropriação foi autorizada pela Justiça na semana passada. Agora o local passará por reformas, para ser aberto à população. A Chácara do Jockey é usada atualmente como escolinha de futebol e palco para shows. A área passará a abrigar projetos culturais e de entretenimento. “Vamos quebrar aqueles 200 metros de muro da (Avenida) Francisco Morato e colocar portão. Já reservei as cocheiras para um programa cultural, porque acho que podem ser ateliês, estúdios”, afirmou o prefeito.

Abatimento. Pela desapropriação, a administração municipal informou que pagará cerca de R$ 100 milhões. Dono do espaço, o Jockey Club aceitou negociar o valor em troca de um abatimento na dívida do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Inicialmente, a proposta feita na Justiça era de R$ 63,9 milhões, mas o clube havia afirmado que o valor venal do terreno era quase três vezes maior, de R$ 177 milhões. A dívida total era estimada pelo governo em R$ 133 milhões. Procurado, o Jockey disse que só se pronunciará nesta quinta-feira.

O futuro parque tem área superior ao da Aclimação, na zona sul da capital. Localizado na Avenida Francisco Morato, já serviu como apoio no treinamento de cavalos e jóqueis quando o turfe na capital atingiu seu ápice, nos anos 1970.

Desde 2005, no entanto, somente o clube de futebol Pequeninos do Jockey funciona oficialmente no espaço. Em 2010, um projeto para construir um condomínio vertical no terreno chegou a ser apresentado, mas acabou barrado pela Justiça.

Pressão nas redes sociais. A decisão de transformar a área em espaço público também corresponde ao desejo da população, que já promoveu manifestações e um abaixo-assinado pela instalação do parque.

Até um perfil no Facebook foi criado pelos vizinhos da Chácara do Jockey com o objetivo de pressionar a Prefeitura e a Câmara Municipal para destinarem o espaço para a população em geral.

Tudo o que sabemos sobre:
Chácara do JockeySão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.