Cetesb registra 43 praias impróprias no litoral paulista

Destaque negativo fica com a Praia Grande, que tem 11 das 12 praias em condições ruins

EQUIPE AE, Agência Estado

22 de dezembro de 2012 | 10h40

SÃO PAULO - O litoral paulista tem 43 praias com condições de balneabilidade consideradas impróprias para o banho, segundo as últimas medições da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), feitas entre os dias 16 e 18 de dezembro. O destaque negativo fica com a Praia Grande, que tem 11 das 12 praias analisadas em condições ruins para o contato com a água. Na cidade, apenas a praia da Flórida foi considerada adequada.

Na Praia Grande, deve ser evitado o banho de mar nas praias do canto do Forte, Guilhermina, Vila Tupi, Vila Mirim, Vila Caiçara, Boqueirão, Aviação, Ocian, Maracanã, Real e Jardim Solemar. Na cidade de Santos, todas as sete praias monitoradas também apresentam condições impróprias: Ponta da Praia, Aparecida, Boqueirão, os dois trechos da José Menino, Embaré e Gonzaga.

Também estão impróprias para banho seis praias de São Vicente (Praia da Divisa, Ilha Porchat, Gonzaguinha, Itararé - Posto 2, Milionários e Prainha); três no Guarujá (Perequê, Enseada - R. Chile e Astúrias); três em Bertioga (Enseada - Vista Linda, Enseada, R. Costábili e Enseada - Sesc); cinco em Ilha Bela (Armação, Saco da capela, Itaguaçu, Itaquanduba e Portinho); seis em São Sebastião (Prainha, São Francisco, Pontal da Cruz, Porto Grande, Arrastão e Preta do Norte); e duas em Caraguatatuba (Indaiá e Centro).

Tudo o que sabemos sobre:
poluiçãopraiaCetesb

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.