Estadão
Estadão

Cetesb multa 715 veículos a diesel por emissão de fumaça preta

Operação, realizada na tarde de hoje em 22 pontos de estradas e avenidas do Estado, já é a terceira do ano, somando 2.570 veículos autuados

Fábio de Castro, O Estado de S.Paulo

24 Agosto 2016 | 18h50

SÃO PAULO - A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) multou 715 veículos nesta quarta-feira, 24, durante uma ação de fiscalização da emissão excessiva de fumaça por veículos a diesel no Estado de São Paulo. 

Na operação, a Cetesb contabilizou 34 mil veículos a diesel circulando, entre as 9 horas e as 14 horas, por 22 pontos de fiscalização espalhados pelo território paulista. Nesse período, 2,1% dos veículos contabilizados foram autuados por emissão de fumaça preta em concentração superior à máxima definida pela legislação ambiental.

A ação faz parte da Operação Inverno, realizada anualmente pela Cetesb. A operação realiza comandos simultâneos nas principais estradas e avenidas do Estado - batizados de megacomandos - para intensificar a fiscalização de emissões de fumaça preta excessiva pelos veículos a diesel. Segundo a Cetesb, a ação se justifica porque nessa época do ano as condições meteorológicas costumam ser desfavoráveis à dispersão de poluentes. 

O "megacomando" realizado nesta quarta foi o terceiro do ano. O primeiro, realizado na última semana de junho, multou 964 veículos e o segundo, em julho, resultou em 891 autuações. Com isso, o número de veículos autuados no inverno de 2015 já chega a 2570.

A multa para condutores de veículos emitindo fumaça preta é de R$ 1.413, podendo dobrar o valor no caso de reincidência.  Para realizar a operação, a Cetesb utiliza a Escala de Ringelmann – que compara a coloração da fumaça emitida com os tons colorimétricos impressos nesse instrumento. Os veículos abordados após o uso da escala são submetidos à verificação, com uso de opacímetros, instrumentos de última geração que medem a opacidade da fumaça emitida por ônibus e caminhões a diesel e identifica quando as emissões pelo cano de escapamento estão fora dos padrões ambientais.   

Mais conteúdo sobre:
SÃO PAULO Cetesb

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.