GABRIELA BILO/ ESTADAO
GABRIELA BILO/ ESTADAO

CET vê falhas e suspende licitação para consertar semáforos de SP

Sistema de pregão eletrônico apresenta problema que permitia a empresas fazerem mais de uma proposta, o que não era permitido

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

22 de junho de 2017 | 19h14

SÃO PAULO - A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) divulgou comunicado nesta quinta-feira, 22, informando a suspensão de uma licitação de R$ 74,3 milhões para a manutenção de todos os 6.399 semáforos da cidade. O motivo alegado foi uma falha técnica no sistema de eletrônico que faria a licitação, que permitia, incorretamente, que as empresas interessadas oferecessem mais de um lance na disputa de preços.

"A CET detectou que uma falha no sistema eletrônico permitiu que as empresas interessadas apresentassem duas opções de lance – valor unitário ou valor global. O edital de licitação prevê apenas lances no valor global", informa a companhia. "A medida foi tomada após análise jurídica e tem o objetivo de garantir a igualdade entre as empresas conforme previsto no edital de licitação."

As falhas recorrentes em semáforos vêm sendo alvo de críticas em diversas regiões da cidade. A CET havia dividio o município em três lotes, resultando em até três empresas contratadas. O pregão eletrônico estava marcado para a manhã desta quinta. 

Atualmente, há 16 equipes de agentes da própria CET fazendo a manutenção dos semáforos de toda a cidade. Essas equipes se dividem em três turnos. A proposta é que as empresas vencedoras atendam os chamados de manutenção da CET em até duas horas, embora o tempo de reparo do semáforo dependa do tipo de problema que causou o apagão. 

"Para garantir a lisura e seguir à risca o que preza o texto do edital de licitação autorizado pelo Tribunal de Contas do Município, a CET vai republicá-lo nesta sexta-feira (23) e o novo pregão será realizado no dia 05 de julho", conclui a nota da CET. 

Mais conteúdo sobre:
Mobilidade Urbana

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.