CET monta esquema para passagem de 'super carreta' por SP

Deslocamento começou nesta madrugada e continua nos próximos dois dias das 23h30 às 6 horas

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

30 de janeiro de 2008 | 06h37

Uma carreta superdimensionada, transportando um reator de usina, desde o final da noite de terça-feira, 29, passa por ruas e avenidas da capital paulista. O transporte, previsto também para as próximas duas madrugadas, ocorrerá das 23h30 às 6 horas da manhã. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) montou um esquema especial nas vias pelas quais a carreta vai passar, para não atrapalhar o trânsito. A carreta, que com a carga pesa 606 toneladas, possui 6,2 metros de largura, 106 metros de comprimento e 5,7 metros de altura, veio de Sorocaba, interior do estado, e tem a cidade de Mauá, no Grande ABC, como destino. O deslocamento começou na madrugada desta quarta-feira e a carreta ficará estacionada na Avenida Escola Politécnica, na região do Jaguaré, zona oeste. O percurso previsto pela CET é o seguinte: Zona Oeste - Av.Alexandre Mackenzie, Marginal Pinheiros (sentido Interlagos), Avenida Escola Politécnica (contramão), Pça César W. Alves de Proença, Avenida Corifeu de Azevedo Marques, Avenida Dr.Vital Brasil, Praça Jorge de Lima, Avenida Eusébio Matoso, Ponte Eusébio Matoso(contramão), Avenida Eusébio Matoso, Avenida Rebouças, Avenida Brasil, Rua Manuel da Nóbrega Zona Sul - Avenida República do Líbano, Avenida Indianópolis, Avenida Jabaquara, Praça Moysés Kuhlmann, Rua Brasópolis(contramão), Avenida Afonso Taunay (contramão), Av.Prof.Abraão de Morais(contramão), Avenida Dr.Ricardo Jafet(contramão), Praça do Monumento, Avenida Dom Pedro I(contra-mão) Região Sudeste - Praça Alberto Lion, Avenida do Estado(sentido bairro e na contramão), Viaduto Grande São Paulo(contramão), Avenida Professor Luís Ignácio de Anhaia Melo(contramão), Rua João Afonso(contramão), Avenida Dr. Francisco Mesquita(contramão), até a divisa com São Caetano do Sul(Grande ABC).

Tudo o que sabemos sobre:
reator nuclearCETtrânsito

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.