Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

CET libera novo acesso à pista expressa da Marginal do Pinheiros 

Objetivo é garantir melhores condições de fluidez ao trânsito e minimizar o impacto da interdição do viaduto que cedeu 

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2018 | 11h25

SÃO PAULO - A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) concluiu neste domingo, 23, as obras de construção de uma nova transposição para a pista expressa da Marginal do Pinheiros, sentido Castelo Branco. A ação permite aos motoristas um novo acesso à pista da Marginal do Pinheiros pela ponte Edson de Godoy Bueno (antiga Itapaiúna).

Segundo a CET, o objetivo da ação é garantir melhores condições de fluidez ao trânsito e minimizar o impacto da interdição do viaduto que cedeu no dia 15 de novembro.

No último dia 3, a CET já havia liberado um novo trecho de 2,1 km da pista expressa da Marginal do Pinheiros entre a Praça Silveira Santos e o acesso da pista expressa para a local próximo ao Shopping Villa Lobos, que foi ampliada de uma para duas faixas de rolamento.

Atualmente, apenas 2,9 km da pista expressa continuam totalmente bloqueados no sentido Castelo Branco da Marginal do Pinheiros, entre o Parque Villa Lobos e o acesso à Rodovia Presidente Castelo Branco, próximo ao CDP de Pinheiros. Essa interdição é necessária para possibilitar o andamento das obras de recuperação do viaduto avariado.

Ações para minimizar impacto da interdição do viaduto que cedeu  

O rodízio municipal de veículos foi liberado na Marginal do Pinheiros, sentido Castelo Branco, entre a Avenida dos Bandeirantes e a Ponte dos Remédios. A medida favorece os motoristas que já estão saindo da área de vigência do rodízio, para que não sejam autuados caso se vejam retidos numa eventual lentidão.

A CET fez um acordo com a Ceagesp para antecipação em três horas da abertura dos portões para os caminhões, implantando novas entradas e ampliando de 5 para 11 o número de faixas de acesso de caminhões ao Entreposto.

Outra medida foi a reunião com taxistas que aceitaram oferecer desconto de 40% em corridas solicitadas pela plataforma SPTaxi que tenham origem ou destino na área afetada pela interdição. 

A CET implantou cinco bolsões de estacionamento para embarque e desembarque de táxis em locais próximos aos trechos mais críticos e nas proximidades de estações e terminais de transporte público, para facilitar a integração entre modais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.