CET estuda ampliar restrições aos caminhões na região do Morumbi

Circulação nas vias do bairro cresceu após proibição aos veículos pesados na Marginal Pinheiros

Solange Spigliatti, Central de Notícias

14 de setembro de 2010 | 13h50

SÃO PAULO - A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) está analisando e monitorando o tráfego de caminhões na região sul de São Paulo por conta do aumento da circulação após a proibição aos veículos pesados na Marginal do Pinheiros e nas Avenidas dos Bandeirantes e Roberto Marinho, no último dia 2 de setembro.

 

As restrições aos caminhões, no período das 5h às 21 horas, ainda são novas. De acordo com a CET, dados mostram que aumentou a movimentação desse tipo de veículo depois do período de restrição. Segundo a empresa, se houver a necessidade, o número de vias com restrições a esses veículos na região poderá ser ampliada.

 

A CET informou também que está monitorando as avenidas Giovanni Gronchi, Morumbi, Eliseu de Almeida e Francisco Morato para avaliar o impacto da restrição nessas vias. Ainda não há previsão para o término do estudo para novas restrições, segundo a CET.

 

Para atingir o objetivo de diminuir o número de veículos pesados que usam as vias da Cidade apenas como passagem, a Prefeitura vem analisando com o Governo do Estado o transporte de carga. Com base nesse levantamento será decidido se o tráfego de caminhões também será restrito nas avenidas do Estado e Salim Farah Maluf e na Marginal do Tietê após a inauguração da Avenida Jacu Pêssego.

 

Medições realizadas pela CET, comparando a fluidez dos dias 2, 3, 8 e 9 de setembro de 2010 com os dias 3, 4, 8 e 9 de setembro de 2009 (mesmo período no ano passado), mostra que a lentidão média na Avenida dos Bandeirantes foi 84% menor (caiu de 3 km em 2009 para 0,5 km este ano) e na Marginal Pinheiros, 42% menor (caiu de 5,5 km para 3,2 km).

 

Os efeitos dessa restrição foram sentidos também na Marginal Tietê, que apresentou uma lentidão 62% menor (caiu de 10,7 km para 4,1 km). Em toda a cidade, a análise das medições mostra que a lentidão média diária caiu 32% de 2009 para 2010 (de 83 km para 56 km).

Tudo o que sabemos sobre:
caminhõesrestrições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.