CET enfraquece fiscalização no centro

Ação para garantir respeito a faixa de pedestre foi oficialmente expandida para toda a capital, mas agora região central perdeu agentes

CIDA ALVES, ESPECIAL PARA O ESTADO, NATALY COSTA, O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2011 | 06h07

No dia em que começou a valer para toda a cidade, a fiscalização do respeito à faixa de pedestre enfraqueceu justo onde a Prefeitura chama de "1.ª Zona Máxima de Proteção ao Pedestre": o centro de São Paulo. A reportagem esteve em alguns cruzamentos de maior movimento da região central e pouco se viu dos 2,4 mil marronzinhos que a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) disse ter destacado para intensificar a campanha.

Na Rua Quintino Bocaiuva, a CET estava presente, na tarde de ontem, em apenas um dos seus cruzamentos, com a Rua Riachuelo. Quem trabalha na região diz que a CET ficou pouco tempo após o início da aplicação de multas, em agosto. "Foi só nas primeiras semanas e depois já abandonaram", afirma o fitoterapeuta Marcello Silva, de 40 anos.

Na região da Avenida Paulista, e Ruas Augusta e Peixoto Gomide, foi encontrado apenas um agente em pleno horário de pico da tarde. Ele estava no cruzamento da Peixoto Gomide com a Rua Carlos Comenale.

Já em um dos "novos" locais definidos pela CET para expandir o programa, o corredor da Avenida Rebouças, havia um marronzinho em cada esquina. Nos locais onde faltou fiscalização sobraram cenas de pedestres tendo de atravessar no meio dos carros e de veículos em cima da faixa.

No restante da cidade, havia mais orientadores (pessoas vestidas de amarelo segurando uma "mãozinha" de papelão) do que agentes de trânsito. Ao todo, a CET contratou 633 orientadores e três equipes de mímicos para fazer esquetes na Avenida Paulista e região. A companhia promete que, em breve, o número de orientadores vai chegar a 1.040.

A companhia ressalta que o programa de proteção ao pedestre "está focado estruturalmente no trabalho educacional de conscientização do respeito ao pedestre" e que os educadores vão trabalhar no período da tarde nos corredores de ônibus.

Câmeras. A CET também começou ontem a usar as câmeras para multar veículos que desrespeitam a faixa de pedestre em seis cruzamentos: na Rua da Consolação com a Maria Antônia, no centro; na Avenida Cruzeiro do Sul com a Avenida Zaki Narchi, na zona norte; na Avenida Celso Garcia com a Avenida Salim Farah Maluf, zona leste; no Viaduto Santa Generosa com a Rua Correia Dias, na Alameda dos Maracatins com a Avenida Irai e na Rua Vieira de Morais com a Avenida Santo Amaro, zona sul.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.