Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

CET diz que 2 milhões de veículos deixarão SP no carnaval

Empresa recomenda que motoristas evitem programar saída entre 14h e 22h desta sexta-feira

O Estado de S. Paulo

12 Fevereiro 2015 | 17h08

SÃO PAULO - Cerca de dois milhões de veículos devem deixar a capital paulista em função do feriado prolongado de carnaval. Por isso, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) montará uma operação especial a partir das 14h de sexta-feira, 13, com o objetivo de "garantir a segurança, a fluidez do tráfego e a mobilidade dos motoristas e pedestres".

A CET recomenda que os motoristas que se dirigem às rodovias que atendem a capital evitem usar o sistema viário municipal entre 14h e 22h de sexta-feira, "programando sua viagem preferencialmente a partir das 22h". O rodízio ficará suspenso entre segunda-feira, 16 e quarta-feira, 18, sendo retomado na quinta-feira, 19.

Segundo a empresa que gerencia o trânsito na cidade, a movimentação deve ser mais intensa nos acessos das rodovias. É justamente nesses locais que a CET intensificará o monitoramento do trânsito.

Para "agilizar eventuais remoções", a companhia informou que colocará guinchos em "pontos estratégicos" da cidade e nas proximidades das rodovias. Nesta quinta-feira, 12, uma batida entre duas carretas levou ao bloqueio total da pista expressa da Marginal do Pinheiros, por mais de 15 horas. Com isso, a lentidão na cidade chegou a 147 km às 11h30, acima da média para o horário.

A operação, batizada de "Estrada", ocorrerá na tarde de sexta-feira, na manhã e na tarde de sábado, 14, e na manhã e na tarde de quarta-feira, 18, para a volta do feriadão.

Os principais pontos da operação são as Marginais do Tietê e do Pinheiros, as Avenidas dos Bandeirantes, Presidente Tancredo Neves, Juntas Provisórias, Professor Luiz Inácio Anhaia Melo, Salim Farah Maluf, Radial Leste, Ligação Leste-Oeste, Raimundo Pereira de Magalhães e Jacu Pêssego.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.