Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

CET deixa de informar semáforos quebrados e árvores caídas

Por telefone, a companhia informou que sites de consulta estão sendo atualizados

Rafael Italiani, O Estado de S. Paulo

12 Janeiro 2015 | 11h19

Atualizada às 17h31

SÃO PAULO - A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) deixou de informar a quantidade de semáforos quebrados e árvores caídas na cidade de São Paulo. De todas as informações divulgadas pelo serviço Trânsito Agora, como extensão do total dos congestionamentos e gráfico de lentidão, apenas o ícone "ocorrências" está fora do ar.  

Antes, nesse ícone, representado por um cone, também havia informações sobre os pontos de alagamento, trólebus quebrados, acidentes, entre outros problemas que atrapalham a mobilidade urbana e que, na maioria dos casos, dependem de serviços da própria Prefeitura para voltarem ao normal.

Já o site Sinal Verde, lançado há menos de três meses, deixou de divulgar a quantidade total de semáforos que apresentam problemas na capital e passou a fornecer dados porcentuais. Por volta das 10h30 desta desta segunda-feira, 12, por exemplo, o site dizia que, do total dos cerca de 6 mil semáforos da cidade, 1,69% deles estavam sem funcionar. 

Para quem não conhece a rede semafórica da capital, pode parecer pouco, mas na realidade o dado informava que mais de 100 semáforos estavam quebrados ou em amarelo intermitente, ou seja, sem funcionar, no momento da consulta. 

Reformulação. A CET explicou que o site Sinal Verde, com as informações sobre ocorrências semafóricas, está sendo reformulado. Ainda segundo o órgão, o atendimento à população continua sendo feito, de forma regular, pelo telefone 1188. Ainda de acordo com a companhia, os dados sobre queda de árvores é de responsabilidade da Secretaria Municipal de Coordenação das Subprefeituras.

/COLABOROU FELIPE RESK

Mais conteúdo sobre:
CET Trânsito São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.