CET dá aval e Shopping JK pede alvará para abrir

Órgão da Prefeitura aproveitou brecha jurídica em favor de centro de compras; abertura poderá ocorrer sem viaduto até a Marginal

ADRIANA FERRAZ, O Estado de S.Paulo

16 de junho de 2012 | 03h05

Dois meses após a conclusão das obras do Shopping JK Iguatemi, na Vila Olímpia, zona sul, a Prefeitura de São Paulo emitiu ontem o Termo de Recebimento e Aceitação Parcial (Trap), que libera a inauguração do empreendimento sem conclusão das obras previstas para reduzir impacto no trânsito local. A abertura depende agora da obtenção de alvará de funcionamento e do Habite-se, que devem ser concedidos nas próximas semanas.

A entrega do documento à construtora WTorre confirma a mudança de postura da gestão Gilberto Kassab (PSD), que exigia a construção de um viaduto ligando a Avenida Presidente Juscelino Kubitschek à pista expressa da Marginal do Pinheiros para permitir a inauguração.

Agora, após reavaliar as medidas já concluídas, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) decidiu que a criação de uma faixa extra em trecho da Marginal é suficiente para amenizar o tráfego a ser gerado pelo shopping na Vila Olímpia.

O estudo de impacto viário realizado pela CET foi encaminhado à Procuradoria-Geral do Município (PGM) na segunda-feira, dia 11. A emissão do Trap foi definida após aprovação do relatório pelo órgão. Estima-se que o shopping deva atrair até 6 mil veículos a mais no horário de pico da tarde, entre 17 e 20 horas. O prédio terá 1.624 vagas de estacionamento.

A construção do viaduto não foi descartada. Já em obras, deve ficar pronto até o fim deste ano, liberando assim a inauguração de outras duas torres comerciais prontas no mesmo complexo. Ao todo, são cinco edifícios, contando o prédio da antiga Daslu, que será reformado.

Brecha. A emissão do Trap relativo apenas ao shopping, e não a todo o conjunto, foi possível graças a uma brecha jurídica. No mês passado, a Prefeitura aceitou parcelar as medidas de compensação no trânsito em mais uma etapa. Dessa forma, postergou a entrega das obras mais complexas, como o próprio viaduto e uma ciclopassarela, ligando a ciclovia da CPTM ao Parque do Povo. E abriu caminho para que a faixa extra na Marginal fosse considerada suficiente para liberar a abertura do shopping.

Por enquanto, nem a WTorre nem o shopping divulgaram qual é a nova expectativa de inauguração. Ontem, o secretário municipal de Coordenação das Subprefeituras, Ronaldo Camargo, disse que os pedidos de alvará e de Habite-se já estão em análise pela pasta. A construtora se adiantou à entrega do Trap e solicitou as licenças no dia 5. Segundo Camargo, porém, não há data para a emissão. / COLABOROU ARTUR RODRIGUES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.