CET altera método de medição do congestionamento em SP

No início da noite, 14,1% das vias monitoradas pela companhia apresentavam lentidão

Fabiana Marchezi e Gustavo Miranda, do estadao.com.br,

16 de julho de 2007 | 19h24

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) lançou, nesta segunda-feira, uma nova metodologia de medição da lentidão provocada por congestionamento em São Paulo. Com a ampliação da malha viária aferida, a CET vai contar o congestionamento em 800 quilômetros de vias monitoradas - antes, eram 560 quilômetros. As informações serão disponibilizadas em um site, por enquanto com acesso liberado apenas à imprensa. A cada 30 minutos, o site chamado de "Trânsito Agora" pela companhia, vai apontar o índice de lentidão medido das 7 horas às 20 horas e, principalmente, aqueles com maior volume de tráfego. O novo sistema de medição vai apontar o percentual de lentidão na cidade. Até então, a lentidão e o congestionamento na cidade eram medidos em quilômetros. Pelo novo sistema, às 19 horas, 14,1% das vias da capital estavam congestionadas - cerca de 124 quilômetros de lentidão.  A pior região era a zona sul, em que 37% das vias apresentavam lentidão. Segundo a CET, o pior trecho estava na pista local da Marginal do Pinheiros, sentido Rodovia Castelo Branco, onde o engarrafamento era de 4,7 quilômetros, desde as proximidades da Ponte Morumbi até a Ponte Eusébio Matoso.  Ainda na Marginal do Pinheiros, mas pela via expressa do sentido contrário, a lentidão era de 4,2 quilômetros, entre as pontes Cidade Universitária e Morumbi. Já na pista expressa da Marginal do Tietê, sentido Lapa-Penha, a morosidade também era de 4,2 quilômetros, entre as pontes Atílio Fontana e Julio de Mesquita Neto. Uma alteração importante é que o sistema vai indicar, em tempo real, quais são as vias que, naquele momento, estão sendo monitoradas. Um mapa vai mostrar, por meio de cores, quais são as vias onde o monitoramente está ativo ou inativo e como está o fluxo de veículos no local, apontando, inclusive, qual a tendência para as próximas horas.

Tudo o que sabemos sobre:
trânsitolentidão em São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.