Cervejas com alma de rock nacional

Bandas como Raimundos e Velhas Virgens lançam rótulos próprios; algumas chegam a fazer a receita da bebida

VALÉRIA FRANÇA, O Estado de S.Paulo

06 de abril de 2013 | 02h11

Já dá para escolher a cerveja a partir da banda preferida de rock. Só neste ano, três novos rótulos - Thunderstruck, em homenagem aos australianos do AC/ DC, Raimundos e Velhas Virgens - chegaram ao mercado nacional. As bebidas caíram no gosto dos fãs. Velhas Virgens, que mal acabou de lançar a segunda cerveja, já anuncia que a terceira chega aos bares em julho.

"Ela será escura, brown ale. Boa para tomar no inverno", antecipa o baixista Tuca Paiva, da Velhas Virgens, que começou preparando cerveja em casa como hobby. "Conseguia no máximo 20 litros. Muito pouco. Então levei minha receita para a Cervejaria Invicta, que produz 20 mil litros", conta Paiva. No meio do ano passado, saiu a primeira cerveja oficial da banda - forte e amarga, com aroma herbal.

Início. "Quem começou esse movimento foi o Sepultura há pouco mais de dois anos", diz o mestre cervejeiro Alexandre Bazzo, da Bamberg, que na época foi procurado pela banda. "Logo de cara pensei numa bebida forte, com tanta personalidade como o grupo. Mas pensando no público, que é muito variado, achei que tinha de ser uma cerveja mais popular, pilsen, porém, mais elaborada do que uma comercial." A Sepultura Weiss saiu em 2011, como um edição comemorativa de 25 anos de carreira, mas que continuou em linha.

No mesmo ano, em parceria com baterista Sady Romero, do Nenhum de Nós, a Bamberg também desenvolveu Camila Camila, bohemian pilsen, em homenagem a música escrita pelo grupo, nos anos 1980.

Gringas. Bandas internacionais também dão alma ao copo. Em 2011, o vocalista americano Eddie Vedder e sua trupe lançaram com a cervejaria americana Dogfish Head a Pearl Jam Twenty Faithfull Ale - numa referência à música Faithfull, do álbum Yield (1998). Ainda no mesmo ano, os integrantes do Kiss fizeram a Kiss Destroyer, e, em 2012, Motörhead colocou no mercado a Lager Bastards (da sueca Krönleins).

No mês passado foram lançadas mais duas. A Trooper, premium british beer, do Iron Maiden, e outra alemã do AC/DC. As duas devem ser importadas para o Brasil a partir de maio. Mas enquanto não chegam, dá para matar a sede com a Thunderstruck, elaborada pela Bamberg, em homenagem ao AC/DC. Mas prepare-se. É bem turbinada: tem 8% de grau alcoólico.

ONDE: BAMBEG EXPRESS: SAC (11) 3672-4443 ; WWW.BAMBERGEXPRESS.COM.BR; CERVEJARIA INVICTA: TEL. (16) 3878 1020 OU WWW.CERVEJARIAINVICTA.COM.BR; EMPÓRIO ALTO DE PINHEIROS: RUA VUPABUSSU, 305 ;

TEL.: (11) 3031-4328; FRANGÓ: LARGO DA MATRIZ DE NS. DO Ó, 168, FREGUESIA DO Ó;

TEL,.: (11) 3931-4281.

CERVEJOTECA: RUA SENA MADUREIRA, 659, VILA MARIANA, TEL.: (11) 5084-6047.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.