Cerca de 1,6 milhão de carros devem circular por estradas paulistas

Horário de pico deve ocorrer na noite de sexta e manhã de sábado, na ida, e na noite de segunda, na volta

Priscila Trindade, Central de Notícias

11 de novembro de 2010 | 18h00

SÃO PAULO - Cerca de 1,6 milhão de carros circularão pelas estradas do interior e litoral do Estado de São Paulo nos quatro dias da Operação Proclamação da República, segundo levantamento realizado pela Secretaria dos Transportes estadual.

 

Veja também:

blogBlog de Trânsito - Siga a situação na cidade e estradas

linkRua 25 de Março terá tráfego suspenso das 10 às 17 horas

linkVeja o que abre e fecha em São Paulo no próximo feriado

 

Os horários de maior pico de tráfego devem ser das 16 às 24 horas de sexta-feira, 12, e das 7 às 15 horas do sábado, 13. Na volta, o maior movimento deve ocorrer das 15 e 24 horas, de segunda-feira, 15. O maior fluxo de veículos deverá ser registrado nas estradas que levam ao litoral.

 

Na cidade, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) vai fazer operação de trânsito para monitorar e auxiliar a circulação do grande número de veículos nas vias, como as marginais, avenidas dos Bandeirantes, Juntas Provisórias, Professor Luís Inácio de Anhaia Melo, Salim Farah Maluf e os eixos Norte-Sul e Leste-Oeste, além dos principais cruzamentos da cidade.

 

Litoral. No sistema Anchieta-Imigrantes, que deve receber até 350 mil veículos em quatro dias, a Operação Descida (7x3) será implantada na sexta-feira a partir das 15 horas. Às 2 horas da madrugada de sábado o operação volta esquema normal (5x5), mas será retornará no mesmo dia, das 7 às 20 horas. No domingo, 14, a operação descida (7x3) será novamente implantada a partir das 8 horas e se estenderá até as 14 horas.

 

Para facilitar o retorno dos motoristas à capital, a Ecovias irá implantar a operação subida 2x8 já no domingo, 14, a partir das 19 horas. Na segunda-feira, 15, a operação subida volta a ser implantada, no esquema 4x6, das 10 às 24 horas. Está previsto que a operação normal (5x5) volte a partir das 2 horas da terça-feira, 16.

 

Na Rodovia dos Tamoios (SP-099), no trecho de serra, com início no km 64, será implantada uma faixa suplementar para a descida, através de canalização por cones. Na Rio-Santos (SP-055) será feito um acesso alternativo à Riviera de São Lourenço através de Via Marginal e ampliada a fluidez do trânsito com uma terceira faixa.

 

O tráfego de caminhões será suspenso no sentido Sul da Rodovia Mogi-Bertioga, do km 77 ao 92, no sábado, 13, das 8 às 12 horas e na segunda-feira, 15, no mesmo horário. A proibição volta no sentido Norte, do km 92 ao 77, no domingo, 14, e na segunda-feira 15, das 15 às 23 horas.

 

Interior. Quem viajar para o interior pelo sistema Anhanguera-Bandeirantes encontrará a operação caminhão no domingo e na segunda, das 14 às 22 horas, que desvia o tráfego de veículos pesados da Rodovia dos Bandeirantes para a Anhanguera, no trecho do km 47 ao 23, entre Jundiaí e São Paulo, com saída no km 48 da Bandeirantes.

 

Balsas. Na travessia Santos-Guarujá são esperados 121,6 mil veículos, operando com oito embarcações. Em Bertioga duas balsas atenderão cerca de 6,6 mil usuários. No litoral norte, a travessia São Sebastião-Ilhabela disponibilizará cinco balsas para um movimento aproximado de 23,6 mil veículos.

 

Para o litoral sul são esperados 3,9 mil veículos para a travessia Iguape-Juréia, com duas balsas. Em Cananéia-Continente uma embarcação fará a travessia de cerca de 1,5 mil veículos e em Cananéia-Ilha Comprida são esperados 2,8 mil veículos com duas balsas em operação.

 

Informações sobre o sistema operacional das travessias como número de embarcações em operação, tempo de espera e condições meteorológicas, poderão ser obtidas por meio do número 0800 77 33 711.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.