CET/Divulgação
CET/Divulgação

Centro de São Paulo ganha 3º cruzamento com faixa em 'x'

Travessia que busca dar mais segurança a pedestres é inaugurada na esquina da Rua Xavier de Toledo com o Viaduto do Chá

O Estado de S.Paulo

09 Fevereiro 2015 | 08h30

SÃO PAULO - A Prefeitura de São Paulo ativa nesta segunda-feira, 9, a terceira faixa de pedestres em formato diagonal da cidade. Desta vez, a sinalização foi pintada no cruzamento da Rua Xavier de Toledo com o Viaduto do Chá, bem na frente do Teatro Municipal. Inspirado na política de tráfego de Tóquio, no Japão, o modelo tem o objetivo de dar mais segurança aos pedestres.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a faixa em "x" ajuda o usuário porque permite que ele alcance seu destino em uma única travessia. No modelo convencional, o pedestre precisa efetuar a travessia em duas fases distintas - uma via por vez - para atingir a esquina oposta.

O cruzamento da Rua Xavier de Toledo com o Viaduto do Chá foi escolhido para implementação da faixa em "x" por causa do grande movimento registrado pela CET.

Responsável pelo Projeto Centro Aberto, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano trabalha a qualificação dos espaços públicos da região por meio de atrações culturais e medidas de proteção ao pedestre e ao ciclista.

Placas informativas vão explicar ao usuário o tempo que ele terá para completar o cruzamento em "x".

De acordo com a CET, serão 31 segundos no total - divididos em dez segundos de verde e outros 21 segundos de vermelho piscante. A orientação é para o pedestre apenas iniciar a travessia dentro dos primeiros dez segundos, para que consiga atravessar com segurança.

O formato já funciona em outros dois cruzamentos movimentados do centro da cidade: Ruas Riachuelo e Cristóvão Colombo, na frente do Ministério Público Estadual, e Avenidas Ipiranga e São João.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo CET

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.