Celular já recarrega Bilhete Único

Aplicativo gratuito lançado pela SPTrans permite ao usuário saber quanto tem de crédito no cartão e até mesmo colocar mais dinheiro

Caio do Valle e Renata Okumura, O Estado de S. Paulo

02 Julho 2014 | 20h47

SÃO PAULO - O Bilhete Único já pode ser recarregado por celular. Um aplicativo gratuito lançado nesta quarta-feira, 2, pela São Paulo Transporte (SPTrans), gerenciadora do sistema de transportes da capital paulista, permite ao usuário saber quanto tem de crédito no cartão e até mesmo colocar mais dinheiro. A utilidade do bilhete, no entanto, não deve parar por aí. A Prefeitura estuda habilitá-lo até mesmo para pagar sessões de cinema.

Por enquanto, segundo a empresa Rede Ponto Certo, que também administra a recarga dos cartões em postos espalhados pela cidade, cerca de 60 aparelhos de celular já estão compatíveis para o download do aplicativo. Ele pode ser encontrado na loja virtual do Google Play pelo nome de Ponto Certo Bilhete Único.

A partir do dia 4 de agosto, de acordo com a SPTrans, o pagamento por débito poderá ser feito pelo aplicativo. Hoje, quem quiser carregar o cartão pelo celular tem que imprimir o boleto e pagar no banco. Depois de efetuado e confirmado o pagamento, basta aproximar o Bilhete Único da parte de trás do celular, onde fica a bateria, e esperar que a recarga seja feita.

Isso é possível graças à tecnologia NFC (do inglês "near field communication", algo como "comunicação por campo próximo"), presente em alguns smartphones. Entre eles, estão o Samsung Galaxy S3, o Motorola MotoX e o Sony Ericsson Xperia. Por enquanto, o aplicativo não está disponível para iPhone. Todas as modalidades de Bilhete Único podem ser recarregadas desse modo. A Prefeitura estima que ao menos 2,5 milhões de pessoas podem ser beneficiadas pelo aplicativo.

Cinema. O secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, afirmou nesta quarta que pretende expandir as potencialidades do Bilhete Único. Ele explica que já está em tratativas com uma rede de cinemas de São Paulo para permitir o uso do cartão como meio de pagar as entradas.

"Para o cinema, você coloca um validador, que não precisa ser daquele tamanho (dos ônibus), encosta (o cartão) e paga. Evita fraude. Por isso que é importante o cadastro do Bilhete Único", afirmou Tatto. Ainda de acordo com ele, outros tipos de estabelecimentos podem ser contemplados, como casas de fast-food. "O nosso foco é prestação de serviço de funcionalidade pública. A SPTrans não é uma financeira. Mas isso agrega valor a nós. Isso pode vir a ser uma fonte de financiamento dos transportes."

Corredores. Tatto também explicou nesta quarta que cancelou a licitação de dez lotes de corredores exclusivos de ônibus que estava barrada desde janeiro no Tribunal de Contas do Município (TCM). Essas obras, agora, foram desmembradas e serão relançadas em um novo pacote que contemplará, em princípio, metade das obras. "Vamos publicar na semana que vem cinco lotes. Esses lotes é que estão relacionados à vinculação ao recurso que a presidente Dilma (Rousseff) anunciou na semana passada. Foi uma exigência do TCM."

Confira a seguir o passo a passo:

1. O usuário baixa o aplicativo Ponto Certo Bilhete Único na loja virtual de seu celular. Cerca de 60 modelos estão aptos para isso.

2. Em seguida, aproxima-se o cartão do Bilhete Único da parte de trás do aparelho.

3. Por meio da tecnologia NFC (“near field communication”), há transferência de dados do chip do cartão para o celular.

4. Além de ver o saldo do Bilhete Único, o usuário pode escolher recarregá-lo.

5. Por enquanto, a recarga só será efetuada após o pagamento de um boleto bancário.

6. A partir de 4 de agosto, a recarga poderá ser feita mais rápida, por meio de débito pela internet.

Mais conteúdo sobre:
Bilhete Único SPTrans

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.