Celso Garcia deverá ter calçada igual ao da Avenida Paulista

Revitalização já ocorre na Faria Lima; secretário da Mobilidade defende taxa para custear reformas

Adriana Ferraz e Tiago Dantas, O Estado de S.Paulo

24 Outubro 2011 | 23h31

SÃO PAULO - A Avenida Celso Garcia, na zona leste da capital, poderá ser a próxima via da cidade a ter as calçadas reformadas pela Prefeitura. Mas não há prazo para as obras começarem, segundo o gerente Amauri Pastorello. O passeio receberá piso de concreto liso, com orientação de deficientes.

Obras semelhantes começaram neste mês na Avenida Brigadeiro Faria Lima, em Pinheiros, zona oeste. O trecho entre a Avenida Rebouças e a Rua Amaury deverá ficar com um visual semelhante ao da Avenida Paulista, na região central. O governo municipal planeja gastar até R$ 7,5 milhões na reforma, que prevê ainda enterramento dos fios de telefonia e energia elétrica.

Apesar dos avanços, o secretário da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Marcos Belizário, acredita que falta "justiça social" nessas reformas. "Ainda que muitos cidadãos circulem pela Avenida Paulista, por exemplo, não sei se é o mais certo a Prefeitura pagar, com recursos próprios, a reforma da calçada da Fiesp e de dezenas de bancos enquanto, na periferia, a Prefeitura vai multar a dona Maria porque a calçada tem buraco."

Ele defende que a administração cobre uma taxa onde fizer as obras, a ser revertida em outras reformas. "Sem o dedo do poder público, será difícil resolver o problema dos degraus em calçadas com declive muito acentuado, por exemplo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.